As férias de julho terminaram há pouco tempo, mas mãe prevenida vale por duas! Quem já começou a planejar as tão esperadas férias de fim de ano, precisa ter atenção a diversos fatores. São documentos, hospedagem, roteiro e diversos perrengues que só super mulheres conseguem prever. Separamos algumas dicas importantes e indispensáveis para você colocar na sua to do list. Confira antes de viajar.

ViagemFamiliaAeroporto

DESTINO: Seja criativo e pesquise sobre o lugar antes de partir. Crianças gostam de novas experiências e, sem dúvida, vão gostar muito de respirar novos ares. Se prender à falsa ideia de que há lugares que não são feitos para crianças é perder grandes oportunidades de ganhar cultura.

DOCUMENTOS: Se a viagem for nacional, com os pais, é preciso levar a Certidão de Nascimento original ou a identidade da criança, se possuir. Porém se a viagem é para o exterior, as exigências aumentam. Além do passaporte, se o menor de idade for viajar acompanhado de apenas um dos pais, deve levar autorização por escrito do outro. Crianças ou adolescentes que viajarem acompanhados de outros adultos ou sozinhos, devem levar autorização escrita de ambos os pais. Mais informações você pode encontrar no site do Conselho Nacional de Justiça.

HOSPEDAGEM: É aconselhável que as primeiras viagens que você for fazer com a família sejam para locais que deem uma infraestrutura voltada para os pimpolhos. Nesta categoria se encaixam resorts, hotéis fazenda e – a tão sonhada – Orlando são grandes lugares para adquirir experiência com a rotina de viagens com crianças.

MALA: Separe as roupas de acordo com o clima do local. E para não levar excesso de bagagem, separe duas trocas de roupas por dia. Leve boné para locais quentes e um goro para locais frios. Uma necessaire de primeiros socorros com remédios para digestão e enjoo, curativos, termômetro e pomada para assaduras.

DINHEIRO: Quanto você acha que vai gastar com essa viagem? Acrescente mais um pouco porque viajar com crianças é gastar com doces e pequenos mimos. Para facilitar a sua vida e não ficar andando com tantas coisas na bolsa, é aconselhável ter uma parte do dinheiro em espécie, mas considere levar a maioria no cartão. Se a viagem for ao exterior, a melhor opção é o cartão pré-pago, já que com a constante variação da cotação das moedas, você pode levar um susto ao receber a fatura do cartão de crédito. Mickael Noah, sócio fundador da Espaço Câmbio, dá dicas para quem quer aproveitar a viagem do início ao fim: “O maior vilão das compras internacionais é o IOF. Para quem compra com cartão de crédito, não tem escapatória. A melhor saída é comprar com o cartão pré-pago, que além de cobrar 6% a menos de taxa IOF (para quem compra com cartão de crédito a taxa é de 6,38%), também não há limite, pois é um cartão recarregável” – analisa.

IDENTIFICAÇÃO: E por último, mas não menos importante, a identificação da sua criança. Pode parecer neurótico, porém como disse no início do texto, mãe prevenida vale por duas! Há quem prefira o crachá, a pulseira de identificação, outros sugerem colocar um papel no bolso da criança, mas para as mães mais práticas e modernas há o GPS infantil, que se você perder o seu filho, o dispositivo que fica no tênis ou roupa da criança, dispara um alarme.

Que tal se inspirar na lista e começar a planejar uma divertida viagem com sua família?

Filho da Tania, estudante de Publicidade e Propaganda, ator e apaixonado por assuntos ligados à saúde e bem-estar. Divide seu tempo entre a faculdade, estágio e às publicações do blog.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *