Estamos em época de atualização do calendário de vacinação no Brasil e por incrível que pareça, há pessoas que não concordam com as vacinações em seu filhos por mais que obrigatórias.
Muitas teorias são criadas, uma delas é que as vacinas estão ligadas diretamente ao Autismo, além de que as reações podem ser fatais.
Até o momento não existe indícios de que por conta das vacinas nos pequenos há riscos.
Reações são completamente normais e natural do corpo humano por está reagindo a substancia, e até compreendo o desespero e medo de algumas mães.

As vacinas foram elaboradas por meio de meticulosa investigação e trabalho árduo por parte de muitos especialistas na área da saúde para não para voltar as epidemias. As pessoas morrem destas doenças. Pior, crianças morrem a partir deles, depender de outras pessoas para fazer a escolha certa em vacinar seus próprios filhos, quando for a hora certa.

Porém vacinar ou não vacinar não é uma escolha pessoal.

A escolha pessoal não só afeta centenas, milhares de pessoas, e sim comunidades inteiras. Fazendo uma escolha de não vacinar porque tem medo e, dizendo que é pessoal e você tem direito a essa escolha, é simplesmente errado.

Amamentação ou não a amamentação é uma escolha pessoal. ( Apesar de não concordar, também!)

Qual escola seu filho vai para é uma escolha pessoal.

Decidido a criar seu filho livre de gênero é uma escolha pessoal.

Qual igreja / sinagoga / templo / mesquita  é uma escolha pessoal.

A vacinação não é uma escolha pessoal, e nunca deve ser !

Mas quando você diz, eu escolho não vacinar e é meu direito! – Você está decidindo por mim, e milhares de outros pais e seus filhos. Você está expondo seus filhos e os meus filhos a doenças que não devem mais estar aqui. Você está expondo pessoas idosas e, sim, até mesmo adultos cujas vacinas infantis têm enfraquecido a estas doenças. Você está tirando as crianças, pais e avós longe de suas famílias. Esta é a sua escolha pessoal? Não,não é.

Tuberculose e Pneumemia pode matar. Se você sobreviver a isso, ele pode danificar os pulmões, e dar-lhe problemas de saúde a longo prazo. As pessoas costumavam morrer de varíola . Há repercussões graves e reais para a sua “escolha pessoal”, sobre outras pessoas.

Antes de decidir fazer isso de uma “escolha pessoal”,  procure informações sobre vacinas. Há vários meios de informar que está disponível para a apreciação da população e não ser surpreendidos por possíveis reações a vacinas e medos. Lembre-se que o que você optar por fazer ou não fazer afeta mais do que apenas você e seu filho.
Aproveita e vacina seus pequenos 🙂 a campanha vai até dia 31 de setembro.

Divide o seu tempo de mãe de um casal com o blog e os projetos dele. A rotina materna vai além de cuidar dos filhos: lê, pesquisa, analisa, filtra, inventa as melhores maneiras de tornar a vida de mãe mais leve, sem neuras e com muito bom humor!

Comments are closed.