Criação com Apego

Tudo no seu tempo

Um belo dia, ele chegou pra mim e disse: “mamãe, pode tirar aquele negócio da minha cama, não preciso mais dele! Já tô grande!”. “Aquele negócio” era uma grade de proteção, ele tinha cinco anos e ainda se mexia muito durante a noite. Sugeri que colocássemos um colchão ao lado da cama, pro caso dele […] Read more…

O meu, o seu, o nosso peito!

Eu amamento! Porque é natural e saudável. É prático e barato. Foi fácil pra nós e eu gosto. Dou o peito porque a pediatra que acompanhava meu primeiro filho me ensinou que mamadeira e chupeta podem causar confusão de bicos e consequentemente, desmame precoce. Mostrou como deveria ser a pega, incentivou a livre demanda. Amamento porque […] Read more…

Um pouco sobre criação com apego e disciplina positiva

O termo “criação com apego” ainda causa muita confusão. Alguns acreditam ser sinônimo de permissividade e que ao optar por esse caminho, os pais deixam os filhos fazerem tudo o que querem, mas se engana quem pensa assim! Criar com apego é buscar uma conexão profunda com os filhos e mostrar-lhes os limites necessários de […] Read more…

Ando devagar porque já tive… filhos!

Se tenho uma certeza sobre a maternidade e paternidade conscientes, é que mudam homens e mulheres. Impossível receber um bebê e continuar o mesmo. Filho muda tudo. Transformam-se corpos, sonhos, medos e hábitos. Toda a rotina necessita ser adaptada à chegada desse ser tão dependente e diferente. Aceitar que a vida precisa de reorganização, torna […] Read more…

CAMA COMPARTILHADA

A opção da cama compartilhada não foi de caso pensado e nem por causa da criação com apego, que só vim conhecer depois de ser mãe. As coisas foram chegando mesmo por instinto, pela necessidade de querer perto e também pela praticidade. Bem, antes de Maroca nascer montamos seu quarto, berço e tudo que ela, […] Read more…

Amamentação Prolongada. Tô dentro!!!

  Este não é nenhum post de apologia a Amamentação Prolongada – AP, ou até pode ser, desde que fique claro que somos seres diferentes, individuais, com vontades e necessidades distintas. O que é bom, agradável para mim, pode não ser para outras pessoas. O ideal é respeitar seu próprio limite. Não tenho intenção nenhuma […] Read more…