Passar uns tempos morando em outro país, estudando e/ou trabalhando, é bastante comum entre jovens estudantes que procuram uma experiência enriquecedora em todos os sentidos. No entanto, para muitas pessoas isso nem sempre é possível durante a juventude. Isso não significa que o tempo de fazer um intercâmbio já passou.

Você pode, por exemplo, morar no Canadá em um outro momento da vida, quando já estiver com família constituída e até mesmo com filhos.

Um intercâmbio em família é uma experiência enriquecedora e inesquecível para todos

Além de unir ainda mais todas as pessoas que participam dessa viagem, é possível aprender um novo idioma (no caso do Canadá, inglês, francês ou ambos) e aprimorar muitas habilidades.

Um intercâmbio no Canadá, normalmente, é mais barato do que em outros países da Europa e dos Estados Unidos, por exemplo. Por isso, tem sido bastante procurado pelas famílias.

Veja agora quanto se gasta para ter essa experiência com as pessoas que você mais ama, quais as vantagens e todos os detalhes referentes à vida no Canadá.

É muito caro fazer um intercâmbio em família no Canadá?

Os valores dependem muito da cidade que você escolhe para viver. As maiores cidades canadenses, como Vancouver e Toronto, acabam sendo as mais caras por estarem entre as preferidas.

Como uma das cidades mais procuradas, Toronto possui uma ótima infraestrutura para adultos e crianças, mas a hospedagem é mais cara.

O principal motivo para isso é a infraestrutura que esses locais oferecem, principalmente para famílias. Com mais opções de passeios, escolas e oportunidades de trabalho, o preço é ainda mais elevado nos meses de férias.

Uma alternativa é planejar a estadia para o período de aulas regulares. Em média, uma família gasta no mínimo 10 mil dólares canadenses (cerca de 25 mil reais) para passar 4 semanas no Canadá estudando inglês. O valor já inclui acomodação.

Evidentemente, esse número pode variar, principalmente em função da hospedagem, das viagens para conhecer outras cidades e das complementações de um curso.

Uma das principais dúvidas ao planejar um intercâmbio em família é em relação às vantagens para todos os membros. Em que sentido essa experiência pode enriquecer a vida de adultos e crianças e impactar o futuro de todos? Isso é o que você vai saber agora.

Vantagens dessa experiência

A primeira delas, com certeza, é aprender um idioma estrangeiro, principalmente o inglês, além de ter contato com uma cultura diferente. Isso abre a mente e amplia o conhecimento de mundo e a reflexão sobre o papel do cidadão.

Imagine oferecer essa oportunidade a seu filho ainda nos primeiros anos de vida! É uma das maiores chances que você pode proporcionar a ele.

Mesmo os programas de quatro semanas são bastante interessantes, pois contam com cursos curtos, destinados a todas as faixas etárias, muito completos e úteis.

As crianças podem ser matriculadas em atividades de férias, incluindo aulas de inglês ou francês (no caso do Quebec) e uma programação específica para esse público. Adolescentes de até 16 anos também podem frequentar cursos desenvolvidos especialmente para eles.

Já para os filhos acima dessa idade, o melhor é frequentar as aulas convencionais, as mesmas oferecidas aos adultos.

Os pais, por sua vez, podem escolher algo mais voltado para a área profissional, como inglês para negócios, por exemplo, ou com foco na sua atividade profissional no Brasil.

Além dos programas individualizados, é claro que há atividades em grupo. Como já mencionado, essa experiência une ainda mais a família. Portanto, é possível aproveitar atividades de lazer juntos, assim como conhecer outras localidades e seus pontos turísticos.

Quem passa por um intercâmbio em família, sempre retorna diferente. Todos se transformam. Voltam mais amadurecidos, melhoram como estudantes, profissionais e principalmente como pessoas.

Entretanto, é necessário ter bastante cuidado com a prática do idioma aprendido pela família. Ao viajar para um outro país sozinho, a comunicação na segunda língua é estimulada, pois na maioria das vezes a interação é feita com pessoas de outros países.

Já com familiares, é comum ficar por horas apenas conversando em português, diminuindo a eficácia do aprendizado. Estipular momentos nos quais todos interajam entre si usando apenas o idioma estudado é uma ótima alternativa, não apenas para ter um retorno do que foi estudado e compreendido, mas também para treino da língua.

Onde se hospedar?

Assim como para quem faz intercâmbio, o homestay (tipo de hospedagem em casa de família) também é uma alternativa comum para quem leva cônjuge e crianças para essa experiência. A permanência pode ser em uma residência de canadenses ou mesmo de brasileiros que vivem no país.

Para quem prefere um pouco mais de privacidade, alugar um imóvel é uma opção, caso a agência de intercâmbios não inclua a hospedagem no pacote. Através de aplicativos como o Airbnb, você encontra um canto que satisfaça as necessidades de toda a família.

Também é válido alugar um basement – porão em inglês. No entanto, diferentemente do Brasil, não se trata de um depósito de coisas velhas. No Canadá, é muito comum que famílias aluguem esse lugar da casa, principalmente se não o usam. Geralmente, é o piso inferior do imóvel.

Um basement custa aproximadamente 30% menos do que um apartamento em Toronto ou Vancouver, cujo aluguel é de 1,2 mil dólares canadenses por mês – cerca de 3 mil reais.

Se você ainda não havia considerado essa possibilidade, mas se interessou, comece a juntar dinheiro e acompanhe o blog para ter em primeira mão as novidades sobre o assunto.

Fonte: http://www.etacanadavisa.com.br

Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing e comunicação e, além do Mãe do Ano, é responsável pelo Roteiro Baby JP, que divulga a programação infantil de João Pessoa, é presidente da Associação das Mulheres empreendedoras da Paraíba, tem uma banda de músicas infantis - a Catavento Colorido - e desenvolve atividades para crianças através da Colmeia Projetos Criativos.

1Pingbacks & Trackbacks on Que tal um Intercâmbio em família?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *