image

Já pensou nisto? Acredito que a maioria das mães assim que descobre a gravidez deve pensar em algo do tipo.

Esta semana e em todas as outras temos visto muitas barbaridades, acontecimentos sem nexo, a sociedade e instituições mudando seus papéis.

Mas por que isso acontece?! Não desejamos uma sociedade que plante a impunidade, a violência. Quando falo de sociedade, falo de todos os indivíduos, todos nós cidadãos.

Pessoal que tipo de sociedade deixaremos para o amanhã?

Você que é pai, mãe, avô, avó, tio, tia, madrinha, padrinho, responsável ou ama uma criança ou simplesmente se ama, não permita que sejamos alienados com tanto “blá blá blá”. Precisamos ter segurança, saúde e educação de qualidade.

Este texto é para todos, todos nós, que more na comunidade, no asfalto para todos nós.

Permitir a alienação, a falta de ética e moral dos indivíduos nos prejudica, prejudica aquelas pessoas que tanto amamos em nossas vidas.

Se você está lendo isso é porque quer melhorias do nosso país.

Ontem achei legal o Felipão, técnico da seleção Brasileira de 2014, falando que os investimentos poderiam ter sido melhores aproveitados. Em melhoria de mobilidade, de saúde, educação. Mas não foram, obras com valores triplicados, onde isso? Aqui no Brasil. Neste mesmo que ainda tem trabalho escravo e uma guerra civil, sim vivemos uma guerra civil!

Eu sei que educar é complicado, não é uma tarefa fácil, mas se escolhemos ser pais sabíamos desta missão.

Vamos mostrar aos nossos pequenos que é importante o respeito ao próximo, que para ter é necessário trabalho e não passar por cima do outro. Que precisamos olhar o outro com amor.

Quer falar mais sobre isso?

Abaixo, segue meu e-mail para dúvidas e contato:

psigente@yahoo.com.br

E minha página no face: https://www.facebook.com/psicologiagente

Contribuição do leitor ou de Assessoria de comunicação Parceira. Saiba como participar do blog: http://www.maedoano.com.br/participe-do-blog/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *