Quando se aproxima a data tão esperada do nascimento, os papais organizam aquela tradicional malinha para a maternidade, com as primeiras peças que a criança vai vestir, ainda no hospital. Porém, todos sabem que as roupas – inclusive fraldas de pano, toalhas, lençóis, capas de protetores de berço, entre outras coisas – nunca devem ir direto da loja para o contato com o corpinho do bebê, é preciso lavar com produtos especiais, propícios a peles delicadas, mais propensas a desenvolverem alergias, dermatites e assaduras.

Uma das orientações é que essas roupas devem ser lavadas separadamente das outras peças dos demais membros da família e que, se possível, a água tenha a temperatura de pelo menos 70º. “Porém, é importante destacar que só a água quente não é eficiente para remover o residual de produtos químicos dos tecidos, que podem causar irritação ou alergia à pele. Sendo assim, o mais indicado para o cuidado com as roupas infantis é o uso de produtos testados dermatologicamente”, explica Cristiane AyresGerente de P&D da Casa KM, fabricante da linha de Lavanderia Infantil Vida Macia. Além disso, a água quente – dependendo do tecido – pode encolher e causar avarias na roupinha. Por isso, sempre vale a pena ler a etiqueta da peça e tomar os cuidados necessários para não danificar.

Outra recomendação é que os pais devem utilizar produtos adequados para as crianças na lavagem. “Esse lava-roupas deve ser formulado com matérias-primas específicas e com dosagens que garantem limpeza com suavidade e ser testado dermatologicamente, ou seja, não poderá causar alergia ou irritação na pele”, alerta Ayres.

Segundo ela, diferente do que muitas mães pensam, o lava-roupas não precisa ser necessariamente de coco, mas deve ser desenvolvido com ativos que limpam com eficiência até as sujidades mais difíceis do dia a dia infantil, além de garantir o mesmo cuidado que os produtos de coco trazem para os tecidos.

 

Uma dúvida comum é se deve ou não utilizar amaciante no processo de lavagem. “Os pediatras não recomendam alguns produtos, pois têm receio de que eles possam causar alergia ou irritação na pele. Mas esta preocupação deixa de existir quando o produto é testado dermatologicamente, pois isso significa que ele foi formulado com ingredientes (fragrâncias, corantes, ativos etc.) que tornam o produto totalmente seguro para uso nas roupas das crianças. A fórmula mais indicada para ser usada é sempre a que possui o selo de aprovação dermatológica”, destaca a Gerente de P&D da Casa KM.

Outra informação importante é nunca aplicar o produto diretamente sobre os tecidos e seguir sempre as indicações de uso. Quem costuma lavar roupas também já sabe que peças claras devem ser lavadas separadamente das coloridas. É muito importante também caprichar no enxágue para manter a fluidez do tecido.

Agora é só caprichar nos looks!

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *