africn american family

Lendo o livro – Mãe, pais & filhos,do psicólogo e educador – Sr. Alí-Akbar Furútan, me deparei com um assunto muito importante, “A Necessidade de um acordo entre os pais”, onde ele compara os pais aos 3 poderes (legislativo, judiciário e executivo), que se deve ter firmeza nas regras e na cumplicidade entre os pais para se educar um filho. Nós que decretamos as regras e regulamentos para os nossos filhos.

O livro cita que os pais devem se empenhar em buscar um entendimento mútuo, sobre todos os aspectos, sejam triviais ou importantes. Os pais devem estabelecer regras e preceitos familiares que estejam plenamente de acordo com o espírito da educação adequada. Se vocês não se sentem seguros quanto a esse objetivo, o ideal é procurar ajuda de um especialista, e juntos você poderão compartilhar com ele suas dúvidas, anseios, desesperos.

Se a mãe e o pai estão constantemente desunidos em seus pontos de vista quanto à educação dos filhos, se brigam, discutem e expressam opiniões opostas na presença dos filhos, então, as crianças crescem, desde os primeiros anos, em uma atmosfera de discórdia e incompatibilidade. As crianças, naturalmente, se dividem em dois grupos – um que toma partido do pai e outro que fica do lado da mãe. Nessas circunstâncias, a educação adequada das crianças será quase impossível.

Fica evidente que, neste tipo de lar, o caráter da criança acabará por se deteriorar. Vejamos o que acontece quando o pai, na presença dos filhos, deprecia e despreza abertamente a mãe, diminuindo seu valor:

As crianças se tornam insolentes e rudes e, à medida que crescem, dominam a mãe e não obedecem suas instruções. Já mãe, para se vingar do marido, começa a falar mal dele e o acusa de ser irracional. Com isto, instila nos filhos um forte sentimento de hostilidade com relação ao pai. Deprecia a dignidade do marido – seu status na família – e reduz ainda mais o respeito que os filhos sentem por ele. O pior de tudo é que essa mãe age com desonestidade e, ao pintar o marido como um tirano, faz com que os filhos comecem a sentir medo do pai. A oposição constante entre a mãe e o pai terá um efeito nocivo sobre as inocentes crianças, privando-as do fruto mais doce e primoroso da vida – o amor da mãe, o amor do pai. A união de pensamentos e pontos de vista entre os pais é, portanto, uma das mais importantes prioridades da vida familiar. Sem ela, torna-se impossível haver tranquilidade e paz de espírito em uma família.

2

A família é um conjunto, onde o equilíbrio entre elas é primordial para se manter o alicerce desse pilar.

Os pais são os elos mais fortes que mantém esse laço forte e quando se desgastam com pequenas discussões que envolvem assuntos de como educar seus filhos,esses elos vão se desgastando até romper. E sempre, os que sofreram mais e sentiram o impacto negativo, serão os filhos, que são a ligação eternas entre os pais.

Por isso é tão importante a cumplicidade entre os pais, até mesmo os divorciados. A ligação entre os filhos e os pais, vão além dos papeis judiciais do casamento.

Imagens: Good Sherphed e David Fischman

Divide o seu tempo de mãe de um casal com o blog e os projetos dele. A rotina materna vai além de cuidar dos filhos: lê, pesquisa, analisa, filtra, inventa as melhores maneiras de tornar a vida de mãe mais leve, sem neuras e com muito bom humor!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *