eating-pasta-1435850

A mastigação – bem realizada – funciona como um exercício que trabalha língua, músculos, ossos, articulações e futuramente dentes possibilitando o crescimento e desenvolvimento harmonioso da face, da dentição e inclusive da fala.

A odontopediatra Claudia Romani, da Clínica Sinthesi, explica a importância das texturas mais consistentes em cada fase da vida.

“A alimentação moderna com texturas mais pastosas e líquidas tem prejudicado essa função tão importante para o desenvolvimento infantil. É muito importante oferecer gradativamente alimentos mais consistentes para exercitar e proporcionar movimentos musculares que irão estimular o crescimento dos ossos.” A dentista revela os segredos para uma dentição sadia dos pequenos:

Por volta de 6 meses:

Nessa fase o bebê já apresenta maturidade neurológica e fisiológica para receber alimentos em outras consistência além da líquida. A  introdução de novos alimentos, texturas, sabores, odores é importante e requer muita dedicação da famílias. Lembrando que não é preciso esperar a erupção dos dentes para introduzir papinhas em pedaços. Os alimentos ajudam a massagear a gengiva e podem ser partidos por ela. Para ir se adaptando aos poucos é possível variar as texturas dos purês e progressivamente oferecer alimentos picados ou amassados com o garfo. Não se recomenda usar liquidificador, centrífuga ou peneiras, justamente para conservar as fibras dos alimentos.

Após a erupção dos primeiros dentes: 

Nesse período existe uma grande alteração na posição e relacionamento da mandíbula e da maxila. Esse primeiro contato entre os dentes  superiores e inferiores promove um grande estímulo de crescimento dos ossos. E é nessa fase que as crianças aprendem a rasgar e cortar os alimentos. A partir daí, algumas frutas, ao invés de serem amassadas devem ser oferecidas em pedaços na mão da criança, por exemplo.  A textura deve evoluir com papas cada vez menos amassadas.

A partir de 1 ano:

Nessa idade a criança deve estar apta a receber a alimentação da família em pedaços e com os alimentos separados, sem misturar tudo. Mastigar devagar e várias vezes auxilia no processo de salivação e é fundamental para uma boa digestão. Alimentos aliados nessa fase são as maçãs, cenouras cruas e castanhas em geral.

A dentista explica ainda que os molares só terminam a erupção perto dos dois anos de idade e se a mastigação não for estimulada e não exigir o esforço mastigatório suficiente, é possível comprometer o crescimento ósseo da face ou gerar um crescimento assimétrico, responsável por problemas ortodônticos futuros, como falta de espaço para os dentes permanentes, mordidas cruzadas, entre outros.

FONTE: Clínica Sinthesi – Odontologia Integrada

Localizada em São Paulo, capital, a clínica é especialista no atendimento odontológico, com estrutura diferenciada e equipamentos de alta tecnologia que acompanham os avanços da odontologia moderna em ortodontia, ortopedia funcional, estética, odontopediatria e pré natal odontológico. http://clinicasinthesi.com.br/

Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing e comunicação e, além do Mãe do Ano, é responsável pelo Roteiro Baby JP, que divulga a programação infantil de João Pessoa, é presidente da Associação das Mulheres empreendedoras da Paraíba, tem uma banda de músicas infantis – a Catavento Colorido – e desenvolve atividades para crianças através da Colmeia Projetos Criativos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *