Cada família tem um estilo de vida particular, mas uma coisa é certa: escolher os alimentos certos e permitir que os filhos possam comer adequadamente no ambiente escolar faz toda a diferença no rendimento acadêmico.

De acordo com a nutricionista Carla Caratin, podemos considerar – antes de mais nada – uma alimentação balanceada a que fornece todos os nutrientes que a criança precisa, através de alimentos variados, coloridos e nutritivos. “Quando uma criança tem uma alimentação adequada percebemos que todo o seu corpo funciona de uma maneira muito melhor, considerando desde o crescimento, formação de músculos, fortalecimento de ossos, como também na parte cognitiva”, afirma.

Na mesma medida, quando uma criança não tem todos os nutrientes que precisa, pode começar a desenvolver algumas deficiências. Dependendo do nutriente que está em falta, pode interferir inclusive no aprendizado. O ferro é um bom exemplo. “Se uma criança possui deficiência nesse nutriente, ela tem muito menos disposição e concentração para fazer as tarefas do dia a dia na escola”, explica a nutricionista.

Os grupos alimentares que não podem faltar no dia a dia de uma criança

Uma mescla entre os macronutrientes como por exemplo, os carboidratos, proteínas e as gorduras de boa qualidade junto de grupos de vitaminas e minerais, pertencentes ao grupo dos micronutrientes. Estes são fundamentais para o bom funcionamento do corpo. Isso gera um bom desenvolvimento e rendimento escolar para as crianças.

Os principais indícios (na escola) de que uma criança não tem uma alimentação balanceada

A identificação dos casos se dá facilmente no dia a dia e na convivência com as crianças. “Normalmente a gente percebe isso pela própria disposição dessa criança. Uma criança que está muito calada, muito apática, provavelmente está com falta de algum nutriente”, comenta.

“Naturalmente existem algumas famílias que não possuem uma alimentação muito adequada nos finais de semana.. Educadores, nutricionistas e pais devem dialogar muito sobre o tema. Isso porque os pais têm papel primordial nessa alimentação. Afinal é em casa também que a criança cria seus hábitos alimentares. Quando caminhamos juntos são trabalhadas questões essenciais como a importância da alimentação saudável, ter uma variedade de alimentos coloridos com frutas, verduras e legumes. O efeito disso é muito maior, porque a criança percebe que está indo em um caminho muito comum e que é seguro. No fim até os pais acabam aprendendo”, finaliza.

Imagem: Reprodução

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

1Pingbacks & Trackbacks on O poder da alimentação saudável no aprendizado das crianças

  1. […] Cada família tem um estilo de vida particular, mas uma coisa é certa: escolher os alimentos certos e permitir que os filhos possam comer adequadamente no ambiente escolar faz toda a diferença no rendimento acadêmico. De acordo com a nutricionista Carla Caratin, podemos considerar – antes de mais nada – uma alimentação balanceada a que […] … … Ver artigo completo no Blog […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *