A anemia é mais comum do que imaginamos e não atinge só as crianças e gestantes. É preciso ficar atento: existem diferentes tipos de anemias, por diferentes causas. A anemia ferropriva, que é causada pela deficiência de ferro é a mais comum, em 90 a 95% dos casos, mas também há a anemia megaloblástica, anemia da doença crônica, anemia hemolítica, anemia falciforme, entre outras.

Cada tipo de anemia tem um tratamento específico. Mas, de forma geral, eles se baseiam no mesmo princípio: reativar o número de glóbulos vermelhos, para um melhor transporte de oxigênio. Isso pode variar desde simples reposições de sulfato ferroso via oral até tratamentos mais elaborados, no hospital.

Caso não seja tratado, há uma piora do quadro geral do paciente, com fadiga, palidez, falta de ar, vertigem, tonturas ou batimento cardíaco acelerado, queda de cabelos, unhas quebradiças, cansaço progressivo aos mínimos esforços, com déficit de oxigenação no organismo, causando danos diversos, desde problemas cardíacos até neurológicos.

Para que o paciente possa ter um tratamento correto, rápido e eficaz, o diagnóstico deve ter comprovação laboratorial, com exames de sangue conduzidos e analisados por profissionais competentes.

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

2Pingbacks & Trackbacks on Nutri, existe mais de um tipo de anemia?

  1. […] A anemia é mais comum do que imaginamos e não atinge só as crianças e gestantes. É preciso ficar atento: existem diferentes tipos de anemias, por diferentes causas. A anemia ferropriva, que é causada pela deficiência de ferro é a mais comum, em 90 a 95% dos casos, mas também há a anemia megaloblástica, anemia da doença […] … … Ver artigo completo no Blog […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *