Oi pessoal, tudo bem com vocês? Eu geralmente costumo aparecer mais aqui como “modo editora”, mas hoje vou aparecer para deixar umas dicas especiais para vocês todos.

Acho que não preciso falar muito para passar a impressão atual do mundo e da nossa sociedade. Existe muito preconceito, ódio gratuito, vingança, intriga, inveja, puxões de tapete, irresponsabilidade, desrespeito e por aí vai. Sendo uma libriana típica, fico aqui pensando por que tanta gente se arma, ergue muros e opta por defender-se com o ataque.

É impossível não se contaminar com essa negatividade e as “bad vibes” que rondam a gente todo tempo. Eu mesma sou uma dessas pessoas que muitas vezes acaba por internalizar essa negatividade e vejo o quanto que isso faz mal para mim e para as pessoas ao meu redor. Pois bem, fiz um acordo comigo mesma: sempre que eu tiver pensamentos negativos ou que outras pessoas ao meu redor apresentarem quaisquer daqueles comportamentos e atitudes destrutivas, irei de encontro: vou fazer o movimento positividade.

O dia foi ruim? Deu tudo errado? Te julgaram, acusaram, foram injustos? A comida caiu no chão, o cartão não foi lido do caixa eletrônico, não conseguiu tomar aquele milshake porque já tinha acabado quando você chegou? Em vez de ficar só pensando em tudo que deu errado, comece a pensar em tudo que deu (e pode dar) certo. O dia tá acabando e amanhã terás 24h de oportunidades para ter um ótimo dia. O que as pessoas fazem com você não diz respeito a quem você é, mas quem elas são. Se você não fez nada de errado, respire fundo e continue seu dia da forma mais leve que puder. A comida caiu no chão, mas você tem grana no bolso para comprar mais comida. O milkshake pode ser tomado em outro dia. De repente não terá nem fila e a companhia pode valer mais a pena ainda do que o sorvete.

É muito importante que a gente possa ver beleza nas pequenas coisas. Admirar um pôr do sol, um dia de lua cheia, o barulho de chuva, o vento no rosto, a música favorita tocando no carro a caminho do trabalho, a companhia de alguém que nos quer bem, um abraço solidário, um carinho sincero.

Com tanta coisa ruim, negatividade, violência, corrupção no mundo… nós precisamos nos “armar” com amor, com carinho, com sorrisos, com leveza, com alegria. Não é fácil deixar antigos hábitos e iniciar outros. Mas é algo que precisamos tentar. Ria de si mesmo, não se leve tão a sério, tente não se preocupar demais com o que não pode controlar – apenas faça o seu melhor e esteja aberto para que as coisas boas venham.

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *