Pesquisa mostra que 50% dos pais acham que os filhos usam o smartphone mais do que deveriam

Os smartphones já estão no dia a dia das crianças. De acordo com pesquisa do Panorama Mobile Time/Opinion Box, 85% das crianças brasileiras – de 0 a 12 anos – têm acesso a dispositivos móveis, sejam em celulares e tablets próprios ou emprestados dos responsáveis. Em contrapartida, 50% dos pais acham que seus filhos usam os aparelhos mais do que deveriam.

Além do diálogo, o controle parental pode ser uma alternativa para monitorar a garotada na web. O AppGuardian (http://bit.ly/appguardian2) – app de controle parental que conecta pais e filhos – pode ser um aliado, pois permite que os pais organizem o tempo dos filhos online – seja em celulares ou tablets. Indicado para crianças de 7 a 14 anos, a tecnologia ajuda a administrar o tempo nas redes sociais, verificar a localização das crianças em tempo real, bloquear o acesso aos aplicativos instalados, organizar a rotina de uso dos aparelhos por dia e hora e até travar todas as funcionalidades dos dispositivos móveis.

Como saber se meu filho é viciado em tecnologia

De acordo com um estudo publicado no periódico científico Cyberpsychology, Behavior and Social Networking, que avaliou 89 mil pessoas em 31 países, a dependência da internet afeta cerca de 6% da população mundial. A condição apresenta alguns sintomas. A especialista Luiza Mendonça, psicoterapeuta e criadora do app de controle parental listou 3 sinais para os pais ficarem de olho, veja:

  1. Abstinência

Se a criança fica estressada, agitada, ansiosa ou mesmo zangada quando longe dos eletrônicos ou sem conexão com a internet, este pode ser um sintoma de dependência. Principalmente se ela se acalmar imediatamente com o acesso.

2. Falta de interesse pela vida off-line

Se o seu filho parar de demonstrar interesse em atividades offline, como brincar, correr e passear é preciso prestar atenção. Essa falta de interesse pode inclusive prejudicá-lo na escola.

3. Alteração de humor e brigas

Crianças nesta situação não costumam lidar bem com a simples menção ao consumo excessivo e a limites. Tendem a acusar os pais e outros de implicância e a não respeitarem os limites. Se isto estiver acontecendo, o sinal vermelho foi aceso.

Fonte :
Luiza Mendonça, psicoterapeuta e CEO do AppGuardian- aplicativo de controle parental que conecta pais e filhos. / AGÊNCIA NOAR

A rotina materna vai além de cuidar dos filhos: lê, pesquisa, analisa, filtra, inventa as melhores maneiras de tornar a vida de mãe mais leve, sem neuras e com muito bom humor!

1Pingbacks & Trackbacks on Meu filho é viciado em tecnologia? Conheça os principais sinais

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *