Essa foi a pergunta do meu pequeno de 7 anos ao chegar da escola. Surpresa com esse questionamento, respondi com outra pergunta: Quem te disse isso? Após um momento, ele suspirou e respondeu: É que os meus amiguinhos me chamam de lentinho.

Imagem: Google.

Essa é apenas uma das situações que as nossas crianças passam diariamente. Coleguinhas que contam vantagem, familiares que cobram uma performance da criança no tempo de outra. “Mas seu irmão leu com 5 anos”. Professores que acham que educar a criança é fazer com que ela seja intimidada pelo tempo que a tarefa do quadro será apagada ou pelo medo de perder o recreio.

Imagem: Google.

Quando eu tinha essa idade, os livros eram individuais para cada matéria, e volta e meia estavam em falta nas livrarias. A forma de resolver a ausência de alguns livros em sala de aula era formar duplas. Lembro-me bem das muitas vezes que eu ajudei algum colega de turma ou fui ajudada numa disciplina que não compreendia bem. Hoje, com turmas maiores, há uma diminuição na atenção que os professores deveriam dar individualmente a cada criança em sala de aula e a formação de duplas ou grupos já não surte tanto efeito. Está na hora de usarmos as reuniões de pais e mestres para promover uma melhor interação entre alunos e professores, e entre as crianças. Uma interação mais saudável e menos competitiva.

Imagem: Google.

Para quem ficou curioso em relação à continuação da nossa conversa, o que eu disse foi mais ou menos assim:

Você não é burro. Você não é lentinho. Você aprende no seu tempo e não há nada de errado nisso. Muitas pessoas, crianças e adultos, não sabem desenhar ou não conseguem cantar letras de músicas inteiras como você. Cada pessoa é diferente e isso é que deixa as coisas legais. Já imaginou se a letra de todo mundo fosse igual? Se todo mundo acabasse a tarefa ao mesmo tempo? Se todo mundo fizesse os mesmo desenhos e pinturas? O mundo ia ser muito chato, não acha?

Ele sorriu. É verdade, mamãe.

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! Com 30 anos, é mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *