Eu não posso dizer que já pintava os cabelos antes de aparecerem os fios brancos, já que eu tenho fios brancos desde os 14 anos, rs. Mas o ponto é: eu pinto o cabelo há um tempão! E as perguntas que mais recebo são sempre as mesmas. Dá trabalho manter a cor ruiva? É muito caro? Mudou a fibra do cabelo? Como você trata? Bom, vamos tentar tirar essas dúvidas na coluna Mãe & Mulher de hoje!

Mudou a fibra do cabelo?

Qualquer química deixa a fibra do cabelo um pouco diferente. Não é ser ruiva que “detona” a fibra capilar, mas sim o excesso e/ou combinação de químicas. Botox capilar, relaxamento, progressiva, coloração permanente, descoloração… e por aí vai. Mas não é nada que uma boa dose de cuidado não resolva. Hidratação e reconstrução fazem milagres.

Foto: Projeto Redescobrir

A dica para que essa mudança não aconteça muito intensamente é preparar o cabelo para a química. Quanto mais forte e hidratado estiver no pré e pós química, menor a mudança na fibra do cabelo.

Dá trabalho manter a cor ruiva?

Não tanto quanto as pessoas fazem parecer. A verdade é que tudo depende da cor atual do seu cabelo antes da mudança (seja natural ou tingido), do produto que você escolhe pra fazer sua cor e da hidratação do seus fios antes e depois do processo.

Eu uso a Igora no tom 8-77. Se seu cabelo é virgem, ele tem uma possibilidade muito boa de ficar com um tom de ruivo uniforme (e de forma menos agressiva), sem precisar de descoloração antes de tingir. Um cabelo tingido em um tom escuro acaba sendo mais difícil de abrir o tom inicialmente. Mas não é impossível. Eu estava com tinta PRETA antes de ficar ruiva e rolou a mudança, mas eu fiz descoloração antes de tingir. Já um cabelo loiro ou em tons mais claros, talvez seja necessário fazer uma pré-pigmentação, pra que a cor não saia rápido nas primeiras lavagens.

Se eu tomar sol, tento lembrar de usar o óleo ou creme com proteção solar, mas às vezes eu esqueço e o cabelo acaba ficando um pouco mais desbotado do que o previsto, caso a exposição ao sol seja muito intensa e por muitos dias. Nesses casos, eu uso o Banho de brilho cobre C.Kamura, Keraton ou a máscara de realce da cor cobre da Amend.

A foto do C.Kamura foi tirada do Pinterest

Se o desbotado for muito intenso, uso puro. Se não, diluo na proporção 1:1 (metade de creme branco e metade de tonalizante ou máscara). Particularmente comigo, isso tem sido bastante raro. Passei uns 8 meses sem tonalizar, só retocando a raiz. Uma vez que o pigmento pega, ele fixa bem com a Igora.

É muito caro?

É difícil definir um conceito de caro e barato, já que temos pessoas que vivem diferentes realidades. Mas falando da minha: já foi caro – na época que eu resolvi ficar ruiva, eu descolori, pois estava com o cabelo preto e o tom ficou muito claro (num 9 ou 10, que é um tom de loiro bem claro já) e como eu não fiz a pré-pigmentação, então toda semana eu tinha que tonalizar (eu usava 1 tubo de tonalizante sem oxidante, que custava 25 reais, ou seja 100 reais por mês só de tonalizante).

Mas após fazer uma pigmentação legal, não gasto com muito, apenas a tinta e o oxidante para retocar a raiz – que eu faço 1x ao mês, em média. Gasto entre 38-42 reais, dependendo da época, e eu uso pra dois meses de retoque – meio tubo num mês, meio tubo no outro. E você vê se isso é caro ou não pra você!

Como você trata?

Atualmente, eu uso um bom shampoo (às vezes, o SOS Bomba da Salon Line, outras o shampoo da linha força com pimenta da Bioextratus). Agora o condicionador ou máscara de hidratação eu vario muito!

Gosto dos condicionadores das mesmas linhas dos shampoos, mas também tenho um leave-in Therapy Safe Repair do Celso Kamura, que é sem enxágue, e um da L’Oréal, também sem enxágue – Elseve Reparação Total 5 cicatri creme. Ambos são termoprotetores, então caso vá usar secador, babyliss, chapinha ou tomar sol, eles entram em ação.

Se receber amostras, eu testo por marca (porque uma pessoa com um leve TOC funciona assim, né?). Recentemente usei a máscara de tratamento de mandioca da Haskell e meu cabelo ficou muito macio, solto, com brilho e muito cheiroso. Ouço falar muito bem da linha pós coloração da Bioextratus – esse fica aqui na lista de produtos a testar ainda.

Sim, eu sou mãe e todo o cuidado e cor do meu cabelo é feito em casa! Eu mesma descolori, fiz a pré-pigmentação, tingi, tonalizei, hidratei… então deu pra ver que é possível cuidar dos cabelos mesmo depois de ser mãe, né? Mas vale lembrar: se você não tem experiência alguma com isso, procure um bom profissional!

E você? Que cuidados tem com seu cabelo?

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

1Pingbacks & Trackbacks on Mãe & Mulher: cuidados com meus cabelos ruivos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *