Olá pessoal, sou figura nova no pedaço. Me chamo Renata, sou nutricionista e mãe de Ian, de 4 anos e 9 meses. Vou aliar minhas experiências de mãe com os conhecimentos de nutricionista pra ajudar vocês a entender casa fase alimentar dos seus pequenos sem neuras.

A primeira fase é obviamente, a amamentação. Do nascimento aos seis meses, o único alimento que os pequenos precisam é o leite materno. A única mudança é a frequência e duração das mamadas. Chegaremos nesse ponto em um instante, mas antes vou explicar um pouco da importância que a amamentação tem.

amamentação

Além das necessidades exatas de carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas e minerais, apenas o leite materno contém hormônios, enzimas e anticorpos que ajudam o bebê a combater infecções e se fortalecer de maneira natural. O aleitamento materno exclusivo até os 6 meses previne uma série de reações alérgicas, em grande maioria alimentares, que as crianças podem apresentar até os 5 anos de idade.

Dito isso, é importante ressaltar que nem o leite de vaca nem o leite de soja são recomendados para crianças menores de 6 meses, pois o organismo deles não está maduro o suficiente para digerir certos tipos de proteínas, o que pode levar a cólicas, reações na pele, diarreias e alergias. Portanto, se você tem alguma dificuldade na amamentação, procure os profissionais de saúde para auxiliarem no processo de lactação (ou relactação), e caso seja necessário a introdução de um complemento, converse bem não só com o pediatra, mas também com um Nutricionista, para tentar minimizar sintomas e alergias nos pequenos.

Chegamos a frequência e duração das mamadas. Pra ajudar, eu trouxe uma imagem que mostra as mudanças no tamanho e volume do estômago dos pequeninos nos primeiros 30 dias de vida.

TamanhoEStomagoBB

No começo as mamadas são curtas e muito frequentes, pois do mesmo jeito que o estômago enche rápido, ele também esvazia rápido. À medida que eles forem crescendo, eles vão passar mais tempo na mamada, e elas serão mais espaçadas. Tente não “forçar” uma rotina pro bebê, naturalmente ele vai encontrar seu ritmo, e também retornará a um ritmo mais intenso quando passar pelos picos de crescimento. Ofereçam o peito sempre que ele quiser, pois criança bem alimentada é criança que cresce e desenvolve bem. Muitas perguntam sobre o tempo que devem amamentar em cada peito. Isso também é uma rotina que mãe e filho vão encontrar com o tempo. O leite materno é composto de colostro e do popularmente chamado “leite gordo”. Se a criança toma apenas o início do leite (colostro), ele terá o sistema imunológico bem formado, pois essa parte do leite funciona como uma vacina natural, mas se trocar de peito antes do leite gordo ser ingerido, o bebê poderá não ganhar peso na curva nutricional normal pra essa idade. Então cabe a mãe reconhecer o corpo,  observar os sinais que o bebê envia, sentir quando um seio estiver mais cheio e o outro mais seco, e sempre estimular os dois, mesmo que em mamadas alternadas, assim a produção de leite ocorrerá em ambos os seios e o bebê estará ingerindo tudo que ele precisa!

No próximo post vou falar da introdução de outros alimentos, a partir dos 6 meses! Fiquem ligados 🙂

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! Com 30 anos, é mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *