Chegamos a fase da “comida da casa”. Com 2 anos de idade, a criança já é capaz de comer exatamente a mesma refeição do resto da família. Ela está apta a experimentar uma enorme variedade de preparações. Mas lembre que ela ainda é pequena e que comerá pequenas porções. Continue variando as cores, os sabores e as texturas do que serve.

Conforme a criança vai crescendo, ela se esforça mais para agradar os pais, o que pode aumentar a curiosidade em experimentar comidas diferentes. Tire proveito das refeições em família para apresentá-la a essas novas combinações. Por outro lado, é uma fase de fortes opiniões sobre comida e sabores. Deixe que ela tenha algum tipo de escolha nos alimentos, mas continue a guiar uma alimentação equilibrada, com limites, ingestão consciente e saudável.

A paciência deles também começa a aumentar (bem devagar), por isso eles aguentam mais tempo à mesa sem pedir a cada dois segundos para ir brincar. O melhor jeito de aprender bons modos à mesa é olhando como os outros fazem, então inclua seu filho no hábito de comer à mesa com os familiares.

Algumas crianças comem naturalmente de forma mais lenta. Tente não apressá-las demais e cubra seu filho de elogios, mesmo que ele coma só uma parte da refeição. O elogio é uma forma eficiente de fazer com que ele se sinta incentivado a comer, para ganhar elogios. Se você fizer um prato muito grande, ele pode se assustar com a quantidade e quase sempre deixará comida no prato. Fazendo um prato pequeno, se ele quiser mais, é só repetir. Dessa forma podemos ensiná-los também que não devemos nos render à gula, pois essa pode levar ao desperdício de comida de forma desnecessária.

Tente não transformar o horário das refeições em um longo compromisso. O ideal é que não passe de meia hora nesta idade. Se durante esse período a criança não comeu, provavelmente não vai comer tudo de repente. Não estresse demais pensando que ele vai passar fome, porque ele provavelmente irá recuperar as energias na hora do lanche ou da próxima refeição.

Refeições são uma grande oportunidade para sentar e conversar com o seu filho. Coma em um ambiente tranquilo, longe de distrações. Desligue a televisão e ponha aparelhos eletrônicos em outro lugar. Em linhas gerais, crianças nessa idade já podem comer tudo, obviamente, respeitando a individualidade e organismo de cada uma.

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

1Pingbacks & Trackbacks on Guia da Alimentação Infantil: 2 a 3 anos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *