Inchaços, quedas de pressão e enjoos são menos comuns nas baixas temperaturas

stock-vector-illustration-of-a-pregnant-girl-wearing-winter-clothes-90851177 copy

Durante a gravidez as futuras mamães passam por diversos desconfortos como enjoos, inchaço, vontade de ir ao banheiro toda hora e a famosa queda de pressão. No entanto, esse período pode ficar mais confortável quando tudo é programado.

Graças aos diversos métodos contraceptivos que existem hoje em dia, as mulheres conseguem cada vez mais planejar a gravidez e consequentemente saberem em qual estação do ano passarão a reta final da gestação, um momento um tanto delicado na vida das futuras mamães.

Pensando nisso, o obstetra e ginecologista do Hospital Vila Nova Cachoeirinha, Maurício Sobral, analisou os prós e contras de estar grávida no inverno.

Prós:

– Diminuição dos enjoos – Embora os enjoos gestacionais não estejam ligados diretamente com a temperatura, eles tendem a diminuir durante o inverno. “O enjoo é a consequência de uma série de transformações que ocorrem no organismo da gestante, porém, os dias quentes aumentam a sensação de desconforto e favorecem a indisposição”, explica o especialista.

– Sono de melhor qualidade – Dentre as vantagens de estar grávida durante os meses com temperaturas mais frias, está a melhor qualidade no sono. No verão, as grávidas, que já possuem naturalmente a temperatura no corpo elevada, têm muitas dificuldades para dormir. Enquanto no inverno é possível dormir com muito mais conforto.

– Diminuição dos inchaços – A dilatação dos vasos sanguíneos no inverno proporciona às grávidas uma melhora significativa na circulação, o que favorece a diminuição do inchaço, trazendo alívio às gestantes.

Contras:

– O clima frio pode deixar a pele bastante ressecada e as gestantes devem ser cautelosas na hora de hidratá-la. Além de ficar atenta e ingerir bastante líquidos, mesmo que não tenha sede, a mulher deve se preocupar também com o tipo de hidratante que irá utilizar. Prefira sempre os que sejam à base de água.

– Uma grande desvantagem de passar pela gestação durante o inverno é que o tempo frio favorece os resfriados e as doenças respiratórias. Por isso, se a gestante possui histórico de doenças respiratórias, é importante levar este fato em consideração. Além disso, em caso de resfriados a gestante deve ficar em alerta aos tipos de medicamentos que receberá, já que muitos remédios são contraindicados nesses casos. “É muito importante procurar um médico ao consumir medicamentos, ainda mais durante a gravidez”, alerta o médico.

“Vale lembrar o quanto é importante que a mulher fique atenta a tudo que faz e consome no período da gestação. Os chás, por exemplo, são bebidas muito convidativas durante o inverno. Porém, devem ser consumidos com cautela pelas futuras mamães, já que alguns deles, como boldo, canela, alecrim, capim-limão e gengibre, podem diminuir a quantidade de leite, causar intoxicação e até mesmo causar o aborto”, finaliza Sobral.

Sobre o especialista: Doutor Maurício Luiz Peixoto Sobral, CREMESP 90722, é especialista em Mastologia, Ginecologia e Obstetrícia. Possui título de Especialista em Ginecologia eObstetrícia (TEGO) e Título de Especialista em Mastologia (TEMA). É preceptor de ginecologia e obstetrícia do Hospital Vila Nova Cachoeirinha, em São Paulo. Realizou mais de 10.000 partos e cirurgias ginecológicas ao longo dos 17 anos de formado. Tem larga experiência em Obstetrícia no atendimento público e privado em grandes Hospitais. Além de Sócio-diretor da Aclimed – Clínica Médica Aclimação Ltda.  http://www.facebook.com/dr.mauriciosobral

Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing e comunicação e, além do Mãe do Ano, é responsável pelo Roteiro Baby JP, que divulga a programação infantil de João Pessoa, é presidente da Associação das Mulheres empreendedoras da Paraíba, tem uma banda de músicas infantis – a Catavento Colorido – e desenvolve atividades para crianças através da Colmeia Projetos Criativos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *