Nossas crianças estão dormindo cada vez mais tarde. Uma série de novos hábitos vem contribuindo para que, tanto adultos quanto crianças, deitem cada dia mais tarde. Se isto é prejudicial para a saúde de um adulto, imagine os impactos nos pequenos!

Enquanto dormimos diversos hormônios essenciais para o bom funcionamento do metabolismo são produzidos durante as quatro fases do sono (1,2,3 e REM). Dentre os hormônios produzidos podemos citar o do crescimento (GH). Vovô tinha razão: “quem não dorme, não cresce”.

Dormir é fundamental para a reposição celular, e não repousar adequadamente pode comprometer o crescimento e o desenvolvimento do cérebro. Durante o sono, tudo que aprendemos durante o dia fica armazenado em um tipo de memória mais recente. Quando dormimos este conhecimento “migra” para a memória permanente.

Vantagens de dormir mais cedo

Existem diversas vantagens em seu filho dormir mais cedo. Conversamos com a Vivian Cardoso, que nos passou diversas dicas. Ela é representante da Euro Colchões, que possui uma interessante parceria com o Sleep To Live Institute, instituto que estuda há muito anos a saúde do sono e é referência mundial sobre o assunto. “Muitos adultos ficam bem dormindo entre 6 e 7 horas, mas não podemos esquecer que a necessidade das crianças é diferente, ou seja, cabe a nós adultos incentivar o bom hábito de dormir bem nas crianças”, alerta.

Dormir cedo melhora a concentração, aumenta a capacidade de aprendizado e também a disposição. Os pequenos têm mais energia para brincar durante o dia, pois, gastando mais energia, também dormem melhor à noite. Ou seja, você ajuda a alimentar este ciclo saudável.

Dormir mais cedo também reduz a sensação de fome. À noite a insulina do nosso corpo transforma as calorias em energia. Quando não dormimos o suficiente, essas calorias viram gordura e as proteínas que diminuem o apetite são inibidas. Dormir ajuda a controlar o apetite e evitar que seu filho venha a sofrer com problemas de peso, como obesidade infantil.

Ajude seu filho a dormir mais cedo

Com uma mudança simples no dia-a-dia você obtém um resultado muito positivo na batalha para que seu filho não durma tarde. Por exemplo, que tal desligar a televisão e aparelhos eletrônicos mais cedo do que o costume? A luz emitida por estes apetrechos dificulta a indução ao sono, pois o escuro ajuda a adormecer mais rápido. Segundo pesquisas, o corpo precisa em média de duas horas sem estímulo luminoso para entender que é hora de “desligar”. Aproveite para passar mais tempo com seu filho. Leia um livro ou conte histórias. Você vai ajudar ele(a) a dormir e vai estreitar ainda mais os laços afetivos.

Capriche em um ambiente confortável, com cores suaves e escolha um bom colchão. “Existem diversos modelos disponíveis no mercado. Os colchões de hoje em dia possuem muita tecnologia. Opte pelos modelos com molas ensacadas, que se adaptam melhor a qualquer tipo de tamanho e peso”, orienta Vivian.

Evite alimentos gordurosos ou de difícil digestão. Dar líquidos estimulantes como chá, café e refrigerantes, nem pensar! A boa alimentação tem forte influência sobre a qualidade do sono. E não se esqueça de dar o exemplo. Você é a maior influência que seus filhos terão nos primeiros anos de vida e, para muitos, é o exemplo para toda a vida. Siga nossas dicas e aproveite para inserir bons hábitos na sua vida e na dos seus filhos.

Filho da Tania, estudante de Publicidade e Propaganda, ator e apaixonado por assuntos ligados à saúde e bem-estar. Divide seu tempo entre a faculdade, estágio e às publicações do blog.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *