amarelinha

No período de férias escolares as mães ficam com ainda menos tempo para se cuidar. São dois meses em que elas precisarão pensar em atividades para entreter as crianças, e nem sempre isso é fácil. Contudo, dá para aproveitar esse período com elas sem deixar de lado os cuidados com o corpo. A personal trainer Gabriela Cangussú, criadora do programa de emagrecimento Mamãe Sarada – http://www.mamaesarada.com.br – indica algumas brincadeiras atemporais que, se de um lado ajudam a mamãe a manter a forma, de outro ainda divertem, estimulam o desenvolvimento motor da garotada e não têm contraindicação.

Pular corda: Há várias formas de pular corda: para frente, para trás, cruzado. Você pode entrar no meio da brincadeira para disputar com as crianças quem pula mais tempo, por exemplo. Enquanto espera sua vez de pular, não pare de se movimentar, corra ou faça polichinelos. A brincadeira tonifica o corpo todo e ainda aumenta a agilidade e a coordenação.

Amarelinha: Toda mãe já brincou de amarelinha! É só desenhar no chão, com giz, um diagrama de 10 quadrados e depois enumerá-los de 1 a 10, formando as “casinhas”. Aí é só desenhar o CÉU e brincar jogando uma pedrinha e alternando saltos de um pé só e com os dois no chão, lembrando que não pode pisar no número marcado pela pedrinha! O objetivo é percorrer até o número 10 e depois voltar com a pedra na mão por todo o circuito. Perde quem não conseguir se equilibrar. Essa brincadeira clássica eleva o gasto calórico, fortalece os membros inferiores e ainda estimula o equilíbrio e o raciocínio lógico-matemático nas crianças.

Corrida de três pernas: Desenhe uma linha de chegada no chão. Forme duplas com os participantes e amarre a perna direita de um com a perna esquerda do outro. Ao sinal da largada, as duplas deverão correr até a linha de chegada. Vence a dupla que chegar primeiro sem soltar as pernas amarradas. Para os pais que têm um casal, que tal fazer a disputa entre papai e filho versus mamãe e filha? A corrida estimula a parceria, a coordenação motora e o equilibro, além de render boas risadas.

Morto-vivo: Os participantes ficam em fileira e um é escolhido para ser o mestre. Quando o mestre grita “morto!” os participantes agacham; quando grita “vivo!” os participantes ficam em pé e levantam os braços. No decorrer da brincadeira é legal acelerar e reduzir a velocidade. Quem erra sai, vencendo quem consegue ficar até o final sem errar os movimentos ditados pelo mestre. Ótima atividade para estimular a audição e a cognição dos pequenos (e a da mamãe também).

Pique-cola: A brincadeira consiste em um pegador, que pode ser escolhido aleatoriamente, correndo atrás dos demais, que precisam fugir. Quando o pegador alcança outro corredor, este terá que se manter parado (colado) até que outro venha e o toque fazendo com que seja “descolado”. Se a pessoa for colada três vezes ela vira o pegador. Apesar de extremamente simples, a atividade coloca os participantes em constante movimentação, o que pode ajudar muito na luta contra a balança.

Mariana é paraibana, mas vive atualmente em Aveiro - Portugal. Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing, comunicação e eventos. É fundadora do Mãe do Ano e, além dele, é responsável pelo Roteiro Baby Aveiro, que divulga a programação infantil na cidade de Aveiro.

1Pingbacks & Trackbacks on Criançada de férias? É hora de aproveitar a farra e colocar toda a família para se movimentar

  1. […] No período de férias escolares as mães ficam com ainda menos tempo para se cuidar. São dois meses em que elas precisarão pensar em atividades para entreter as crianças, e nem sempre isso é fácil. Contudo, dá para aproveitar esse período com elas sem deixar de lado os cuidados com o corpo. A personal trainer Gabriela Cangussú, criadora do programa de emagrecimento Mamãe Sarada – http://www.mamaesarada.com.br – indica algumas brincadeiras atemporais que, se de um lado ajudam a mamãe a manter a forma, de outro ainda divertem, estimulam o desenvolvimento motor da garotada e não têm … Ver artigo completo no Blog […]