Timidez excessiva, ansiedade, teimosia, carência e agressividade são alguns dos comportamentos que podem ser trabalhados pela metodologia

O coaching é uma metodologia de desenvolvimento e capacitação humana que está cada vez mais ganhando adeptos. Este processo auxilia pessoas, profissionais e organizações a conquistarem objetivos tanto pessoais como profissionais de forma assertiva e apresentando uma alta performance.  Apesar de ter surgido no mundo corporativo, esta prática está se expandindo em outros nichos, e, atualmente, é capaz de ajudar crianças a se desenvolverem.

Timidez excessiva, ansiedade, teimosia, carência, apatia, desinteresse, preguiça, agressividade, medo, insegurança, rebeldia e depressão são comportamentos que podem ser trabalhados por meio da metodologia. “Esta nova modalidade do coaching contribui para o desenvolvimento infantil, pois trabalha no fortalecimento das capacidades, talentos, inteligência emocional e do processo de descobertas”, afirma José Roberto Marques, master coach senior e Presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC).

Além destes benefícios, o processo proporciona mudanças comportamentais positivas, desenvolvimento cognitivo, melhorias na comunicação familiar e social, aumento da capacidade de adaptação, estímulo do raciocínio lógico, capacidade de foco e concentração e aumento da organização.

Do ponto de vista neurológico, o coaching para crianças também apresenta vantagens para o desenvolvimento porque permite um aumento da oxigenação das células neuronais, o que facilita o aprendizado. A partir da prática, a área cerebral límbico-emocional é estimulada e consequentemente, os neurotransmissores são produzidos com mais frequência. “A metodologia não ensina apenas a superar uma dificuldade, mas provoca um desafio na criança para que ela possa ter consciência de suas capacidades”, explica Marques.

O primeiro passo do coaching infantil é realizar uma entrevista com os pais. Neste momento, serão identificados traços do comportamento e da personalidade da criança para definir os aspectos a serem trabalhados durante o processo.  Em seguida, começa a aplicação da metodologia por meio de diálogos, dinâmicas e brincadeiras com uma linguagem adequada ao seu público-alvo. “O objetivo é permitir uma conexão lúdica, cativante e divertida do eu interno da criança para que seja possível promover o desenvolvimento e a sociabilidade com saúde e felicidade”, diz o presidente. 

Divide o seu tempo de mãe de um casal com o blog e os projetos dele.
A rotina materna vai além de cuidar dos filhos: lê, pesquisa, analisa, filtra, inventa as melhores maneiras de tornar a vida de mãe mais leve, sem neuras e com muito bom humor!

Comments are closed.