Sabemos que brincar com os filhos é bem importante, tanto para estimular o desenvolvimento da criança, quanto para interagir e fortalecer o vínculo entre pais e filhos. Mas com a rotina diária, nem todos os pais dispõe de tempo ou ânimo para brincar e dar atenção ao filho sempre que ele solicita. Pensando nisso, as pedagogas Patrícia Ferraz e Eliana Leme, proprietárias da ENK Jogos Educativos, listaram abaixo cinco dicas práticas para facilitar e tornar a hora de brincar ainda mais prazerosa. Vejam:

1- O brincar nem sempre é algo individual e mesmo que alguns jogos sejam utilizados individualmente, como os de encaixes e quebra-cabeças, a brincadeira em conjunto é possível, com os pais próximos, ainda que apenas para observar.

2- As brincadeiras de infância dos pais, podem servir como ideias e brincadeiras para os filhos. Que tal resgatar uma brincadeira da sua infância e apresentar aos seus filhos? Ou então, faça uma lista das brincadeiras preferidas de cada um e elejam qual será a brincadeira do dia ou do momento.

3- Converse com a criança e cheguem juntos a um acordo para escolher a brincadeira. Explique que você prefere brincar de outra coisa, não de bola, por exemplo, e que isso ela pode fazer em outro momento, com os amigos. Eles vão entender e para eles, é mais importante a presença do que o tipo de brincadeira em si. Vale lembrar que brincadeiras não se limitam exclusivamente a correr, pular ou jogar bola, por exemplo, uma história ou uma animada partida de jogo também são ótimas opções.

4- Reserve um tempo do seu dia para brincar com os filhos. Isso é importante para exercitar a criatividade, descobrir os gostos de cada um, interagir e fortalecer o vínculo entre vocês. Caso não seja possível organizar uma brincadeira, opte por ler uma história, fazer um desenho, ver algum livro interessante. Isso também fortalece laços importantes na infância. A criança se sente acolhida, compreendida e amada ao receber essa atenção e carinho.

5- Por fim, a ideia é sempre que na hora de brincar, pais e filhos se divirtam juntos! É isso que aproxima e possibilita um conhecimento mútuo. A criança constrói sua visão de mundo a partir do que ela vive e depois representa em suas brincadeiras. Por isso, é importante que esse aspecto fundamental para o desenvolvimento infantil, não seja esquecido pela correria da rotina não só dos pais, mas das próprias crianças.

Relato Mãe do Ano, Leily Ahimed:
Sempre fui muito preocupada com a construção da relação entre meus filhos.
Porque, na minha concepção, ser mãe e pai, vai muito além de prover os cuidados necessários. Amor e atenção é obrigação!
Então, tudo aqui em casa vira rotina, até a atenção dada ao desenvolvimento das crianças e isso inclui as brincadeiras entre família.
Reservamos todas as noites antes de dormir a leitura ou a um jogo (calmo!) para a preparação do sono. As vezes, cantar, mas cantar deixa as crianças muito agitadas, até um simples musica de ninar, então a gente deixa cantar para momentos pela manhã.
E tudo é muito conversado com o pai, e os homens, geralmente são mais relutantes a cercas necessidades das crianças que envolve brincadeiras, mas é muito importante a participação de todos nas brincadeiras, todos os adultos que moram na casa. Cria um laço e fortalece muito a confiança.
As brincadeiras em família mais comuns aqui em casa são – quebra-cabeça, danças, blocos de montar e jogos de vídeo game que todos podem brincar.

Divide o seu tempo de mãe de um casal com o blog e os projetos dele. A rotina materna vai além de cuidar dos filhos: lê, pesquisa, analisa, filtra, inventa as melhores maneiras de tornar a vida de mãe mais leve, sem neuras e com muito bom humor!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *