cebolinha

Olá, hoje falaremos sobre assimetrias cranianas.

Livia, mas você não é Psicóloga? Sim! Então por que falar sobre assimetria craniana.

Bem alguma de vocês já ouviu falar em Braquicefalia, Plagiocefalia?

Pois bem, abaixo seguem seus conceitos:

Plagiocefalia vem do grego (plagio=obliquo e cefálios=cabeça) e significa assimetria oblíqua da cabeça, ou seja, olhando de cima, percebe-se uma desproporção ou achatamento em uma ou mais regiões da circunferência craniana. Chama-se Plagiocefalia posicional ou deformacional aquela que não está associada a fechamento prematuro de áreas de contato ósseo que nas crianças são abertas, as chamadas suturas cranianas.

Braquicefalia simétrica é caracterizada pelo crânio anormalmente largo quando em comparação com seu comprimento. Nos casos mais graves o achatamento simétrico posterior é acompanhado pela elevação do vertex (parte mais alta do crânio), alargamento anormal dos ossos parietais (as paredes laterais do crânio) e pronunciada boceladura frontal. Estudos referem que o alargamento dos ossos parietais e crescimento vertical são “uma tentativa de descompressão do cérebro no sentido vertical e em direção à região temporal”. Nas braquicefalias simétricas moderadas a severas a boceladura lateral na região parietal pode dificultar a rotação lateral ou o movimento de rolar quando a criança está deitada em posição supina. Bebês com braquicefalia simétrica tem também menor força na musculatura extensora do cervical, postergando o desenvolvimento do controle motor da cabeça e do pescoço.

Então, essas assimetrias possuem tratamento. E eu e minha família conseguimos tratamento. Quando descobrimos fomos pesquisar locais onde possuía tratamento. Achávamos EUA, Europa e nada de Brasil. Até que no final da noite meu marido achou a Cranial Care, que até hoje pelo que eu saiba é a única que fornece o tratamento no nosso país.

Segue o site: http://www.cranialcare.com.br/

Neste tempo, fui divulgando para quem eu pudesse e conseguimos fazer isso. Hoje, existe uma página no facebook chamada “Cabecinha Torta” em que sou moderadora convidada por uma mãe que passou pelo mesmo tratamento.

Ainda não vemos hoje auxílio para estas mães, nesta página fazemos o possível para auxiliá-las. As vezes são mandados e-mails para mim, solicitando ajuda. Pois muitas mães e pais não aguentam os olhares de estranheza quanto as órteses, pessoas achando que a criança caiu e pais são irresponsáveis.

Até mães que não possuem apoio do marido ou da família.

Temos que sempre nos ajudar e acredito que falando aqui mais um pouco sobre a Plagio e a Braquicefalia poderemos ajudar cada vez mais crianças e pais.
Pessoal, espero que tenham gostado. Até a próxima!

Quer saber mais?

Meu e-mail para dúvidas e contato: psigente@yahoo.com.br

E minha página no face: https://www.facebook.com/psicologiagente

Contribuição do leitor.
Saiba como participar do blog: http://www.maedoano.com.br/participe-do-blog/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *