Especialista dá dicas para os pais que vão comprar o enxoval do bebê e cita a importância dos itens

Foto: Quater
Foto: Quater

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), uma família de classe média gasta em torno de R$ 5 mil somente na compra do enxoval do primeiro ano de vida do bebê. Sem entrar no mérito de itens básicos como fraldas e roupas, por exemplo, há alguns produtos indispensáveis, quando se trata da segurança dos filhos: carrinho de bebê, cadeirinha para a hora da alimentação e para o veículo.

A escolha de alguns itens pode deixar dúvidas nos pais, como o carrinho, pois há vários modelos disponíveis. Por isso, Amanda Teixeira, do setor de desenvolvimento da Tutti Baby, empresa especializada em artigos para bebês e crianças, explica: “existem os tradicionais, os modelos estilo guarda-chuva, os mais compactos e aqueles que encaixam o bebê-conforto. Vai da prioridade de cada família. Se os pais querem ter um modelo para acompanhar até mais tarde, por volta dos dois anos, o ideal é optar por um que tenha a estrutura reforçada, para acompanhar o desenvolvimento da criança”.

Para auxiliar na escolha dos demais itens, Amanda dá algumas dicas:

– Se você quer economizar, não se deixe levar por todos aqueles artigos que são encontrados em lojas infantis. É difícil resistir, porque tudo é bonito, mas adquira o básico.

– Antes de ir às compras para o enxoval, é importante fazer uma pesquisa de preços. Os mesmos produtos em diferentes lojas variam bastante o valor.

– O bebê-conforto é essencial para o transporte do recém-nascido até completar um ano. Aliás, ele precisa ser utilizado já na saída da maternidade.

– Um berço dobrável é importante se os pais viajam bastante ou passam o fim de semana fora de casa com o bebê. Também é essencial para aqueles momentos que só um adulto está em casa com a criança e precisa tomar banho, por exemplo. O bebê pode ficar no berço dobrável ao alcance da visão.

– A banheira precisa ter o formato ergonômico e, para ser mais prático para o adulto, um suporte para apoiá-la também é fundamental.

– Muitas pessoas acreditam que o carrinho de bebê não é essencial. Pelo contrário: uma ida ao supermercado ou ao shopping fica muito mais prática com esse item, que também garante mais segurança no transporte da criança. Há modelos, inclusive, com encaixe para o bebê-conforto.

– Mais tarde, só por volta de um ano, é que a criança vai usar a cadeirinha para alimentação. Então, esse artigo dá para deixar para comprar mais adiante.

Mariana é paraibana, mas vive atualmente em Aveiro - Portugal. Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing, comunicação e eventos. É fundadora do Mãe do Ano e, além dele, é responsável pelo Roteiro Baby Aveiro, que divulga a programação infantil na cidade de Aveiro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *