No Brasil, é cada vez mais comum ver famílias formadas por um casal e um cachorro. O número de cães em domicílios nacionais é de 52, 2 milhões contra 44,9 milhões de crianças e adolescentes com até 14 anos, segundo a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2013 (PNAD). Eles se tornaram os novos filhos. Mas e quando o casal decide ampliar a família com um bebê, será que o pet vai aceitar a nova situação numa boa?

Douglas Gouvea e Michelle Araújo, adestradores, separaram algumas dicas para fazer com que o cachorro e a criança se tornem grandes amigos desde o início da gestação.

Confie na sensibilidade do cão
Os cachorros têm um olfato bastante apurado. “Antes mesmo da mãe saber que está grávida, eles já sabem disso”, explica Douglas. Eles têm uma sensibilidade intuitiva grande e, dificilmente, pularão na barriga da mãe grávida quando ela chegar em casa. Caso isso aconteça, é importante ter paciência para ensinar a ir com calma durante o período da gravidez.

Decida os espaços em conjunto
É importante decidir o quanto antes se o cão poderá entrar no ambiente em que a criança vai ficar. Se não puder, é necessário fazer a retirada antes do bebê chegar. “Caso contrário, o pet pode associar a criança a algo negativo e ter um comportamento que não desejamos”, explica Michelle.

Convívio aumenta a imunidade do bebê
Apresentar o cão quando o bebê ainda é bem pequeno pode evitar vários tipos de doença. “Aumenta a imunidade da criança. Então, a chance de gerar alergia e asma é muito menor”, aponta Michelle.

Mantenha a rotina e dê atenção
É preciso entender que os cães, assim como os nenéns, merecem atenção e carinho. Mantenha as brincadeiras, sempre mostrando que há um bebê na casa. Não mude seu comportamento com o pet, ele pode sentir. “Caso o comportamento do cão seja atípico, é importante chamar um adestrador”, enfatiza Douglas.

Leve o cheiro do bebê até o pet
Uma dica para se acostumar logo com o neném é levar uma toalha para deixar com a criança na maternidade. Antes de voltar para casa, peça para alguém levar até o cachorro. O cheiro da criança estará no pano e quando ela chegar em casar, o cheiro já estará familiarizado.

Não afaste o bebê do pet
Quando o bebê chegar, não tire o cachorro de perto dele. Coloque o pézinho para o cachorro cheirar e sentir a nova energia da casa. “A amizade só vai crescer”, alerta Douglas.

Redobre a higiene da casa
Sempre que der, recolha as necessidades do cãozinho na hora que ele fizer e, quando voltar dos passeios, use um lenço umedecido para limpar as patinhas. Dessa forma, a sujeira que vem de fora não afetará o bebê nem o cachorro.

Passeio com o pet
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é recomendável que mulheres grávidas pratiquem, pelo menos, três horas de exercício físico. Passear com o cachorro é uma forma de manter o corpo da mamãe, o bebê e o cão saudáveis. Além de ser uma ótima forma de passar um tempo com o pet, mostrando que nada mudará com a chegada do novo membro da família.

Dicas: GetNinjas.

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

1Pingbacks & Trackbacks on Aprenda como treinar o cachorro para receber o bebê

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *