Espaços maiores ou espaços bem aproveitados? Conheça alguns pontos importantes na hora de decidir

Imagem: EuroAmérica Incorporações

Qual é o melhor tipo de moradia para famílias com crianças pequenas? Apartamentos podem ser uma escolha assertiva para quem é solteiro. Ao menos, costumava ser assim.  Mas será que é uma boa ideia quando o assunto é a criação dos filhos? Continue lendo e ao fim você vai saber se o melhor é casa ou apartamento!

Vantagens e desvantagens de criar os filhos em uma casa

Basta que as crianças cresçam um pouco mais para que os pais sejam soterrados por uma enxurrada de dicas, trazidas por amigos e familiares, cada uma contendo o segredo definitivo da melhor forma de criar os seus próprios filhos.

A frase clássica “vocês precisam sair do apartamento e ir para uma casa espaçosa” carrega um dos discursos mais comuns. E, apesar de ela não ser 100% descartável, a disposição de mais espaço nem sempre significa que as crianças vão estar envolvidas em mais atividades.

Mais espaço

Casas normalmente têm mais espaço livre por conta de quintal (as que possuem). Mas será que mais espaço significa, realmente, que os filhos estão participando de mais brincadeiras ao ar livre?

Não necessariamente. É fundamental que as famílias acompanhem as atividades que os filhos estão exercendo. Ter um quintal pode abrir a imaginação para mais brincadeiras, mas isso, nem de longe, pode ser motivo para que os passeios fora de casa parem de acontecer.

Menos segurança

Dentre as desvantagens está a falta de segurança. Moradores de casa estão mais vulneráveis do que aqueles que moram em apartamento, o que não é uma boa notícia sobretudo para quem tem filhos pequenos.

Ter um quintal grande não significa diversão garantida, o que pode levar crianças a desbravar a rua. Carros, ônibus e pessoas mal intencionadas são alguns dos perigos aos quais os pequenos estão expostos nesse ambiente.

Imagem: Reprodução Google

Vantagens e desvantagens de criar os filhos em um apartamento

Aquela ideia antiga, bastante repetida pelos mais velhos, de que apartamento e criança não combinam, tem mudado drasticamente. Os empreendimentos residenciais atuais destinados a famílias já são projetados para atender às necessidades de lazer e interação que as crianças demandam.

Menos espaço

Será?

A implantação de áreas de lazer, piscinas, academias e vários outros itens, tem o papel de suprir a necessidade de espaço, qualidade de vida e de integração entre famílias e condôminos. Afinal, espaço bem aproveitado é melhor do que apenas espaço disponível.

Áreas de lazer destinadas ao entretenimento dos pequenos

As brincadeiras são de suma importância para o desenvolvimento motor, social e capacidade emocional das crianças. E sabendo do poder de influência do bem-estar dos pequenos diante da decisão de compra dos pais, empreendimentos investem cada vez mais em espaços destinados ao público infantil.

Dentre as áreas comuns destinadas a atividades lúdicas para as crianças, playground, piscina, brinquedoteca e salão de festas são as mais comuns.

Mais segurança

De acordo com uma reportagem recente do Jornal O Globo, os assaltos à residência aumentaram 70% só nos dois primeiros meses de 2018. Um número alarmante. Ou seja, se a casa não estiver localizada dentro de um condomínio, a segurança acaba ainda mais fragilizada.

Uma pesquisa realizada pela Veja Segurança, concluiu que “apartamentos são três vezes mais seguros do que casas em condomínio, que são, por sua vez, duas vezes mais seguras do que casas térreas localizados em ruas abertas”.

Hoje em dia é comum que condomínios sejam equipados com segurança 24h, incluindo guarita e câmeras de vigilância registrando dia e noite qualquer movimentação suspeita em suas dependências. Isso tem aumentado, e muito, a procura por apartamentos. Afinal, o Brasil é um dos países onde a população sente mais medo da violência em todo o planeta.

Que pai ou mãe se sentiria tranquilo em sair de casa para trabalhar, sabendo que os filhos não estão em segurança? Por isso, os fatores apresentados acima e outros devem ser levados em consideração.

Entre os jovens solteiros, o apartamento studio já é uma tendência no Brasil, como escolha da primeira moradia.  Em razão da maior segurança e de toda a estrutura oferecida, os prédios também são a escolha mais assertiva para família com crianças em grandes centros como São Paulo.

Claro que essa é uma decisão que só você poderá tomar. Casa ou apartamento, o importante é o seu pequeno saber quais são seus limites e o que ele pode, ou não, fazer por aí.

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

1Pingbacks & Trackbacks on Apartamento ou casa: saiba qual é o melhor para criar o seu filho

  1. […] Espaços maiores ou espaços bem aproveitados? Conheça alguns pontos importantes na hora de decidir Qual é o melhor tipo de moradia para famílias com crianças pequenas? Apartamentos podem ser uma escolha assertiva para quem é solteiro. Ao menos, costumava ser assim. Mas será que é uma boa ideia quando o assunto é a criação dos […] … … Ver artigo completo no Blog […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *