No Brasil, assim como já é feito no Canadá, na Costa Rica, em alguns estados americanos, em toda a União Européia e, em breve, nos países do Mercosul, não poderão mais ser fabricadas mamadeiras que contenham Bisfenol A (BPA) não poderão mais ser fabricadas nem comercializadas no Brasil.As empresas têm até o dia 31 de dezembro deste ano para acabar com seus estoques.
Essa determinação da ANVISA foi baseada em estudos recentes que indicam que o BPA, substância presente no policarbonato – material mais utilizado na fabricação de mamadeiras – oferece riscos à saúde e, as principais vítimas seriam crianças de 0 a 12 meses, pois o organismo delas ainda não é capaz de eliminar tal substância.
 “O aumento do calor facilita a liberação do BPA. Ou seja, quando a mamadeira é aquecida ou quando colocamos algo quente dentro delas, a substância é liberada em maior quantidade”, diz Adriana Pimentel, doutora em química e professora da Universidade Pequeno Príncipe (PR). Além disso, a estrutura química dessa substância, quando ingerida, se assemelha ao estrógeno, hormônio feminino, o que também pode ser prejudicial. “A fase da puberdade pode ser adiantada por esse tipo de substância”, acrescenta Adriana.
Mesmo antes dessa proibição, já era possível comprar produtos livres de BPA (BPA FREE), mas, de qualquer forma, ainda existem outras opções, como as mamadeiras de vidro ou de polipropileno.
Então é bom ficar atenta ao escolher a mamadeira para seu filho e se a informação não estiver destacada na embalagem, leia a composição do produto.
Embora as pesquisas ainda não tenham resultados conclusivos, “Os estudos com seres humanos não são conclusivos, mas já sabemos que ele pode fazer mal, então essa é uma precaução válida”, afirma Adriana.

Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing e comunicação e, além do Mãe do Ano, é responsável pelo Roteiro Baby JP, que divulga a programação infantil de João Pessoa, é presidente da Associação das Mulheres empreendedoras da Paraíba, tem uma banda de músicas infantis – a Catavento Colorido – e desenvolve atividades para crianças através da Colmeia Projetos Criativos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *