ame Hoje é o último dia da Semana Mundial de Aleitamento Materno, e que semana maravilhosa! Abordar o tema da amamentação sempre é muito gratificante pra mim, e durante essa semana pude relembrar minha experiência com a amamentação exclusiva do Ben, que foi concluída no dia 23/12/14:

“Hoje meu Ben faz 6 meses, e não só porque ele faz 6 meses de descobertas que estou comemorando. Estou comemorando principalmente minha vitória no aleitamento materno exclusivo em livre demanda.

Isso significa que ao contrário do que alguns disseram, eu consegui alimentar meu filho somente com o meu leite na hora que ele queria, sem oferecer bicos artificiais ou qualquer outra coisa que comprovadamente atrapalhasse a amamentação. Fiz tudo isso seguindo a orientação da OMS e outros órgãos importantes.

E essa se torna uma vitória ainda maior porque nos primeiros dias de vida do Ben eu não tive leite, nenhuma gota, e assim foi por 10 longos dias, quando finalmente o colostro apareceu.

Não foi fácil, eu chorei muito, mas insisti, porque aprendi que cerca de 80% do leite materno é produzido durante a mamada, por isso não segui estritamente a recomendação do pediatra para complementar com leite artificial a cada 2 horas. Dei bem menos do que isso, mas no meu coração de mãe eu sabia que estava fazendo o certo.

E hoje minha maior alegria é ver meu filho ganhando peso (8 kg) e super saudável, apenas com o meu leite.

Sim, meu leite foi suficiente. E não, não existe leite fraco.

Agora vamos começar uma nova etapa, a introdução alimentar, que eu espero fazer da forma mais saudável possível, contudo, também aprendi que o leite materno é a principal fonte de alimento de uma criança até completar um ano de idade.
Vamos nessa, vamos continuar. E sobre o desmame, será da maneira mais natural possível, até quando eu e o Ben quisermos”.

Relembrando esse relato meu coração se enche de gratidão, em especial ao apoio constante que eu recebi do meu companheiro, meu esposo. Ele pegava comida ou água pra mim enquanto eu amamentava, me fazia carinho, dizia palavras de incentivo, segurava minha mão, me transmitia paz e confiança.
Certamente esse apoio foi fundamental para que eu tivesse sucesso na amamentação exclusiva, e em todo o puerpério.

Hoje o Ben está com 13 meses, e apesar de comer muito bem, também mama em livre demanda, e nós adoramos esse momento só nosso.

Como conselho para as mães que estão no início da amamentação: insistam, tenham paciência, confiem em si mesmas, e se necessário procurem ajuda de um profissional que incentive a amamentação. E fique tranquila, você está oferecendo o melhor alimento do mundo para o seu filho

.ame2

Esposa do Junior e mãe do Benjamim, paulista que mora em João Pessoa. Cursou gastronomia na faculdade, mas trancou para realizar um serviço voluntário, e foi lá que conheceu seu esposo. Já trabalhou como personal chef e, também, como chef de cozinha num studio fotográfico, onde fazia pratos que eram fotografados para cardápios, livros de receitas etc.
Cozinhar é sua paixão!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *