Aécio comendo papinha
O alimento ideal para a criança nos primeiros seis meses de vida é o leite materno, pois lhe supre todas as necessidades nutricionais e lhe confere notável proteção imunológica. Ele contém o exato conteúdo de gorduras, aminoácidos, vitaminas, carboidratos e eletrólitos que o lactente necessita na proporção adequada.
A introdução de novos alimentos deve ser iniciada dos 04 aos 06 meses de vida. Estudos vêm mostrando que a idade ideal para o início de novos alimentos é após 06 meses de vida. Antes disso não vem sendo mostrado vantagens na alimentação complementar ao seio materno.
Se essa introdução for feita mais precocemente pode haver diminuição da proteção imunológica por alteração da flora intestinal, interferir no aproveitamento dos nutrientes, conferir aporte nutricional de valor inferior, apresentar sobrecarga de solutos, além de não respeitar o desenvolvimento neuromuscular necessário para a deglutição de alimentos sólidos.


ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR
Como o próprio termo sugere, a introdução de novos alimentos para a criança consiste em complementar o aleitamento materno, e não implica na suspensão do leite humano.
A introdução de novos alimentos deve ser gradual, um alimento por vez, inicialmente em pequena quantidade, a intervalos curtos (03 a 07 dias) para testar aceitação e resposta alergênica da criança.

1) A introdução de novos alimentos deve ser iniciada por uma fruta na forma de sucos sem açúcar(laranja, maçã, tomate, cenoura, caju, goiaba, etc) e ser oferecida no intervalo das mamadas pela manhã, oferecido em colher ou copinho. Sempre respeitar a quantidade de aceitação da criança. As frutas contém boa quantidade de Vitamina C.
Não deve ser oferecido sucos industrializados.

2) Após a introdução do suco, as frutas passam a ser oferecidas como papas, amassadas ou raspadas. Sugestão seria oferecer à tarde, entre as mamadas (introdução do lanche como pequena refeição). Pode ser oferecido banana, mamão, pêssego, maçã, pêra, figo, etc.

3) Após 01 mês da introdução das frutas passa-se a oferecer a primeira grande refeição, correspondente ao almoço. Essa refeição é constituída de uma papa de vegetais com carne. A sugestão é de oferecer inicialmente os vegetais cozidos e amassados e em seguida (07 a 10 dias) acrescentar a carne (vaca, frango, peixe, ou vísceras) misturada aos vegetais, sempre com pouco tempero ou sal. A carne é importante por ser rica em ferro e após 06 meses pode ser moída, picada ou desfiada.
O ovo pode ser substituto da carne neste período, oferecendo apenas a gema somente cozida, aproximadamente após 06 meses e meio de idade. Deve-se aumentar progressivamente a quantidade da gema, iniciando com 1/4 até a gema inteira. Prestar maior atenção para o desenvolvimento de eventuais reações alérgicas. A clara do ovo só deve ser oferecida após 10 meses, pois ela provoca mais fenômenos alergênicos.

4) Após 01 mês da introdução do almoço, passa-se a oferecer o jantar. Nessa época já se pode fazer oferta de cereais (arroz, feijão, milho e derivados) e legumes. Passa-se então a constituir refeição básica do almoço e/ou jantar.
Com esse esquema, por volta do 07º ao 08º mês a criança já passa a receber:
– Lanche matinal (suco)
– Almoço
– Lanche da tarde(fruta)
– Jantar
O leite (de preferência o leite materno) será oferecido pala manhã, ao acordar, junto ao lanche da tarde e após o jantar.

OBSERVAÇÕES:

– Os alimentos devem ser oferecidos em copo ou colher. Estudos mostram que o uso da mamadeira pode interferir na amamentação, pois a técnica de sucção do seio e do bico da mamadeira é diferente.
– Se houver recusa do alimento semi-sólido sua administração não deve ser insistida, esperando alguns dias para voltar a oferecer. A rejeição inicial a um alimento não implica em rejeição permanente.
– Pode ser oferecida frutas após almoço(sobremesa) ou geléia de mocotó ou gelatina.

Artigo escrito por Gilvan da Cruz Barbosa Araujo, pediatra que cuida do meu filho

Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing e comunicação e, além do Mãe do Ano, é responsável pelo Roteiro Baby JP, que divulga a programação infantil de João Pessoa, é presidente da Associação das Mulheres empreendedoras da Paraíba, tem uma banda de músicas infantis - a Catavento Colorido - e desenvolve atividades para crianças através da Colmeia Projetos Criativos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *