Screen-Shot-2014-04-01-at-3.26.06-PM-e1396382883759

Não importa quantos livros você leu sobre maternidade, auto-ajuda para papais, quantos sobrinhas ou sobrinhos viu crescer ou quantos anos você tenha de experiência de vida, tornando-se uma mãe pela primeira vez, começa um mundo totalmente estranho que você nunca poderia estar totalmente preparada.

10732026_1506373989614576_369103989_n

Como mãe de três gestações (incluindo uma gravidez de gêmeas que me iniciou na maternidade, tive elas comigo até o 7 meses e meio, gerando um parto prematuro, hoje minhas pequenas são lindas anjinhas e aprendi que ser mãe começa na gestação), deixe-me ajudar, dando-lhe informações privilegiadas sobre o que cada nova mamãe deveria saber.
Que estas palavras francas possam ajudar você, mamãe de primeiríssima viagem a entrar no desconhecido com um pouco mais de conhecimento, confiança e um sorriso exausto, ainda certa que estará alegre.

Vamos lá e encare isso com muito bom humor, porque pode ter certezaaaaa que o tendo senso de humor a vida ficar bem mais leve, simbora:

  1. A maioria das mães não têm ideia do que estão fazendo. Mas calma, porque é claro que cuidar de um recém-nascido não é uma ciência estilo NASA, porém todo o negócio da maternidade é realmente um grande trabalho. Você descobrir que você e seu bebê estão juntos. Você errar muito, acertar muito um dia, e junto com seu bebê você aprender e crescer … e descobrir como fazê-lo melhor amanhã e depois de amanhã e depois e depois de amanhã. Você vai aprender todooo dia a fazer melhor AMANHÃ.

    art-broken-chocolate-cry-Favim.com-2059485
    Apenas mande o chocolate!
  2. Muitas lágrimas serão derramadas. Do seu bebê e seu. Os bebês choram, não importa o quão bom está fazendo. Às vezes, eles choram muito e por muitoooo tempo que você acha que nunca vai parar. Há momentos em que você vai se juntar a ele, vai chorar de cansaço, frustração, hormônios e toda uma série de emoções que se tornam parte de você quando você se torna mãe.
    Há um conforto em lembra-lá que o choro vai parar – sempre para  – você vai derramar muitas lágrimas de alegria mais do que qualquer outro tipo.
  3. Sua antiga vida se foi, mas certamente não será esquecida. Trazer para casa bebê muda tudo. Sua identidade, casamento e na sua rotina diária você pode parecer outra pessoa. Não importa o quanto você promete a si mesmo que você nunca vai perder de vista quem você era antes de se tornar mãe. É completamente normal e compreensível deixar o passado, a velha você e sua antiga vida. Conforme seu bebê cresce e se torna menos dependente, vai se tornar um pouco mais fácil de se reconectar com seus velhos hábitos. Aquela mulher que você costumava ser ainda está lá. Vai chegar o momento de desfrutar saídas com as amigas ( mesmo que seja cronometrado, apenas as tardes e ligando para casa a cada 30 segundo para saber se está tudo bem) ,mas você será outra pessoa porque aprenderá algo de novo com seu filho todo  dia. g5c7cncosevsnwfl14er
  4. Mãe não é tudo igual! (Homem eu até concordo que a maioria é tudo igual mesmo) Mãe é única e você será única. Encontre a forma que VOCÊ consegue lhe dá melhor na maternidade – o seu jeito de segurar o bebê, a sua forma de coloca-lo para dormir e etc. Um dos meus MAIORES problemas foi querer fazer o que os outros me diziam ser a melhor forma e deu errado demais. Conselhos sempre são bem vindos,até porque é tudo muito novo, mas encontre o seu jeitinho de agradar o seu bebê, de acalma-lo, vale lê opiniões na internet à perguntar para uma amiga que tem 5 filhos.
  5. Seu intestino é a sua ferramenta mais valiosa. Não, não, não estou falando da sua fase tigresa onde sua arma era aquele batom vinho, aquele vestido que você escolhia hipnotizar ou aquela calça vinil skinny que seu marido babava. Tô falando da sua intuição. Ouça a sua voz interior – SIM,você terá isso!!! O sexto sentido que é concedido a todas as mães – que te diz o que seu bebê precisa. Vá com ele. Não deixe de escutar essa voz pelo que você lê de um especialista em pediatria, ou por conselhos de tempo da arca de Noé que sua mãe te dá ou aquelas dicas “infalíveis” da sua melhor amiga que não é mãe. Você saberá o que é melhor para seu bebê. Faça o que funciona melhor para vocês dois. Claro, com MUITO bom senso e equilíbrio.
  6. imagesVocê vai se sentir com muito mais intensidade do que você nunca sentiu antes do seu filho nascer. É verdade o que dizem, ser mãe significa ter o seu coração do lado de fora do seu corpo. O coração de uma mãe está dividido em outro corpo, completamente diferente, outro ser, que é você e você sente que é você ali no seu filho e começa a entender que é um ser humano totalmente completo e vulnerável e, sim, repleto de amor que você nunca soube que existia. Talvez você esperava isso, mas você não poderia esperar todas as outras emoções que vêm junto – culpa, ressentimento, medo, solidão e frustração, até mesmo egoísmo. Não há nenhuma norma, e nada há de errado com você. A responsabilidade de ser uma pessoa já era imensa, imagine ser 2, 3, 4 !!!! Amor intensificado!Vintage-Coffee-Ads-Women
  7. Você não pode fazer tudo sozinha. Para mim, ninguém deveria ser mãe sozinha ou pais sozinhos (sozinhos no sentido de responsabilidade – mãe faz isso e pai é aquilo. Nada haver com status de relacionamento). É difícil, trabalho incansável. Você precisa de tempo para si mesmo, mesmo que seja apenas para ir ao banheiro ou fazer uma xícara de café. Todas as mães precisam de um tempinho, mesmo que seja apenas o tempo suficiente para folhear uma revista ou tomar um banho sem ter um olho aberto ao lavar o cabelo e ouvidos em alerta máximo. Recrute uma vizinha gente boa, amiga compassiva, a vó noveleira, o pai babão ou uma babá por uma tarde, para você respirar a brisa do mar. Seu bebê vai ficar bem, e você quer será melhor, uma vez que você tiver a chance de cuidar de suas próprias necessidades.b69d2e36fccfe7ba47a8103847e23045
  8. SIM, vai dá tudo CERTO! Não sei o que vocês escuta sobre o ser mãe, os conselhos que recebe sobre o mundo da maternidade. No meu caso as pessoas me passavam muita negatividade, falando como é difícil criar um filho e que não dormiria mais.
    Dorme sim, menina! Tem dias que as coisas serão mais complicadas, as com o tempo vai tudo se encaixando e logo você e seu bebê vão entrar no ritmo que vocês se entender.(seja dormindo ou não!). Não é um terror ficar noites em claro, super normal seu bebê chorar horas com cólicas. Você vai pensar que não aguenta mais, que tudo é muito louco e que não dá de conta sozinha, MAS dá SIM! Sendo mãe casada, solteira, namoradeira ou mãe sem opção, deixa o seu coração falar que tudo fica lindo e leve.

A maternidade pode ser uma estrada bem esburacada para viajar, com curva acentuadas, placas apagadas ou inexistentes, quase sempre a gasolina tá perto de terminar mas logo aparece um posto do meio do deserto para abastecer e continuar nessa estrada LONGA mas com um pouco de sabedoria e apoio das veteranas amigas sensatas de boas dicas e conselhos lindos acompanhados com chá e biscoitos, todas nós poderemos aproveitar melhor e com leveza cada minuto precioso dos primeiros anos do nosso filho. E da próxima vez que você encontrar uma gravidinha, passará suas próprias palavras de sabedoria e encorajamento.

Você irá fazer os primeiros dias delas mais fácil de compreender a mecânica quântica de ser mãe!

Divide o seu tempo de mãe de um casal com o blog e os projetos dele. A rotina materna vai além de cuidar dos filhos: lê, pesquisa, analisa, filtra, inventa as melhores maneiras de tornar a vida de mãe mais leve, sem neuras e com muito bom humor!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *