Imagem: Divulgação

Desde 2010 é obrigatório o uso da cadeirinha para transporte de crianças de até 36 kg nas estradas brasileiras. Descumprir a regulamentação não só coloca em risco a segurança, como também acarreta em multa gravíssima de R$ 293,47 e sete pontos na carteira de motorista.

Porém, além de utilizar o dispositivo, é preciso ficar atento quanto à instalação do produto e algumas outras situações que comprometem a eficácia da peça. A Tutti Baby, marca brasileira de itens de retenção, listou cinco atitudes que não devem ser adotadas quando o assunto é a cadeirinha do automóvel. Confira:

– Capas e revestimentos que não sejam originais: ao optar por determinado modelo de cadeirinha, utilize apenas o revestimento desse fabricante. Lembre-se de que os modelos e formatos podem variar de acordo com a marca e o uso de uma capa diferente compromete a segurança e firmeza do cinto de segurança. Caso necessite realizar a troca do tecido, entre em contato diretamente com a ouvidoria da marca do dispositivo.

– Nunca utilize uma cadeirinha que já tenha sofrido acidente: mesmo que a ocorrência tenha sido leve e ela pareça intacta, descarte imediatamente a cadeirinha. Independentemente da marca, o produto é desenvolvido para resistir a impactos, mas pode sofrer alterações internos que irão comprometer a segurança em caso de um novo impacto. Preze sempre pela prevenção.

– Slumber sling e outros acessórios: a Tutti Baby alerta que o uso de acessórios não é indicado em nenhum momento. As faixas para segurar a cabeça do bebê, chamadas de slumber sling, por exemplo, sequer possuem certificação de órgãos acreditados e podem ocasionar acidentes. Também evite o uso de almofadas ou outros acessórios que comprometem o ajuste do cinto de segurança.

– Redutores: a cadeirinha ideal é aquela que fica perfeitamente ajustada ao tamanho da criança. Se nenhum modelo ficar correto, utilize um redutor somente se for do mesmo fabricante do dispositivo. É comum que bebês prematuros necessitem desse ajuste nos bebês conforto, mas é importante que ambos sejam da mesma marca e feitos justamente para o encaixe ideal.

– Instalação e tamanho correto: nunca utilize a cadeirinha de qualquer jeito. O dispositivo deve ser instalado conforme o manual de instruções e no banco traseiro – exceto se o carro não possuir. A instalação deve ser feita com o cinto de três pontos, ou seja, nas laterais dos veículos, já que a maioria não conta com este modelo no banco central traseiro. Esteja atento durante as viagens para garantir o conforto da criança. A partir dos 18 kg, por exemplo, ela começa a utilizar a cadeirinha com o cinto do carro, que deve passar pelo ombro e nunca pelo pescoço.

Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing e comunicação e, além do Mãe do Ano, é responsável pelo Roteiro Baby JP, que divulga a programação infantil de João Pessoa, é presidente da Associação das Mulheres empreendedoras da Paraíba, tem uma banda de músicas infantis – a Catavento Colorido – e desenvolve atividades para crianças através da Colmeia Projetos Criativos.

2Pingbacks & Trackbacks on Alerta: cinco coisas que você não deve fazer com a cadeirinha para automóvel do seu filho

  1. […] Mãe do Ano – Mariana Carneiro: Meu filho despertou em mim todo o instinto materno que eu nem sabia que existia, até porque, nunca tive muito jeito com crianças e com bebês, então, menos ainda. Segundo minha mãe, eu estou sendo uma grande revelação como mãe (ela diz isso toda orgulhosa por ai). Mas, claro, precisei de muita ajuda, por isso, a pesquisa foi fundamental, tanto em conversas com amigas que estavam na mesma situação que eu, quanto em livros, sites, blogs e etc. Sendo assim, achei que poderia ajudar outras mamães (e papais, titias, madrinhas e etc), principalmente, aqui da minha cidade – João Pessoa – e trazer dicas que pudessem auxiliar nos cuidados com saúde, bem-estar, educação, bem como, moda, beleza e assim por diante. Hoje, o Mãe do Ano é muito mais que um blog, é uma empresa que trabalha com produtos e serviços voltados para mães/pais e filhos. […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *