Estamos vivendo no reino da tecnologia, onde existe um individualismo e egoísmo exagerado, pois a vida de praticamente todo mundo gira em torno dos seus tablets, celulares e aparelhos eletrônicos. Nosso questionamento aqui é: qual é o papel dessa tecnologia na aprendizagem das nossas crianças?

Primeiro, vamos falar um pouco sobre o papel da tecnologia de uma forma geral. Viver com a nossa geração tem sido no mínimo interessante. Onde antigamente existiam rodas de pessoas que tocavam um violão e enrolavam suas vozes, hoje existem mesas de bares preenchidas em silêncio com celulares tendo mais atenção do que a pessoa sentada exatamente na sua frente.

As crianças estão alheias ao mundo ao seu redor. Vivem onde tudo que precisam resolver está ao alcance de um clique, e isso faz das crianças seres humanos sem paciência, sem empatia e sem resiliência. É necessário observar quanto de positivo podemos ter com a tecnologia tão ao alcance dos nossos filhos. Inclusive, algumas escolas na França proibiram que alunos de 6 a 14 anos utilizem celulares dentro das instituições, para que a distração em sala de aula diminua e que o processo ensino aprendizagem seja resgatado.

Por outro lado, enquanto temos na tecnologia uma grande distração, facilidade e alienação, temos também uma fonte de informação, interesse e convidativa curiosidade. Com tanta tecnologia ao seu dispor, crianças e adolescentes não querem mais viver a educação e aprendizagem da forma que nós recebemos: diretamente dos livros, quadro negro e cópias no caderno. É de nossa responsabilidade perceber que o mundo mudou e que a forma como a educação é exercida também acaba sofrendo mudanças – e que devemos trabalhar para tirar o melhor delas.

Temos na tecnologia uma forma de revolucionar o ensino, a educação e a aprendizagem, utilizando música, imagens, vídeos, aplicativos e tantos outros recursos que na nossa época, não existiam. Recursos que podem ajudar pessoas que não tem a visão, a audição, ou que tem distúrbios neuro ou psicológicos. Um jogo de caça palavras colorido, um jogo para completar letras de músicas, criar edifícios, aprender como juntar matéria prima para criar objetos, jogos de raciocínio lógico ou em outros idiomas podem facilmente serem grandes aliados no desenvolvimento das nossas crianças. Basta saber como e quando podemos oferecer esse tipo de aparelho, e por quanto tempo, sem que influencie na rotina natural de crescimento e desenvolvimento infanto-juvenil.

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

1Pingbacks & Trackbacks on A tecnologia na aprendizagem das nossas crianças

  1. […] Estamos vivendo no reino da tecnologia, onde existe um individualismo e egoísmo exagerado, pois a vida de praticamente todo mundo gira em torno dos seus tablets, celulares e aparelhos eletrônicos. Nosso questionamento aqui é: qual é o papel dessa tecnologia na aprendizagem das nossas crianças? Primeiro, vamos falar um pouco sobre o papel da tecnologia de […] … … Ver artigo completo no Blog […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *