A frustração é um sentimento de impotência, uma resposta emocional que emerge quando certos desejos e expectativas não podem ser cumpridos. Junto com a raiva, a frustração é uma das emoções humanas mais comuns. É preciso aprender e ensinar aos nossos filhos a administrá-la e, eventualmente, superá-la.

Foto: BrianAJackson by Getty Images

Não poder resolver sentimentos de frustração pode causar desmotivação e abandono de metas e projetos. Claro, a vida em si não é fácil e a capacidade de controlar os contratempos que o destino nos depara exige paciência, o que está cada dia mais difícil de cultivar.

Como qualquer outra emoção, a frustração tem que ser controlada e canalizada de uma forma positiva, de modo que a pessoa seja capaz de enfrentar as dificuldades e constrangimentos que o dia-a-dia lhe apresenta.

É importante lembrar que a própria frustração é um sentimento passageiro, um estado de incerteza que não nos define como pessoas. Devemos entender que passar por uma situação frustrante não significa fracasso, e que desenvolver uma tolerância à frustração envolve um processo de aprendizagem que começa desde a infância e nunca termina.

A baixa tolerância à frustração depende de alguns aspectos principais, como a percepção distorcida das situações vividas, como enxergar só o lado negativo das coisas. A tendência a querer controlar todos os acontecimentos de sua vida, e a incapacidade de manter esse controle se reflete em um sentimento de desânimo. Da mesma forma, o sujeito se sente incapaz de suportar o desconforto que implica enfrentar situações difíceis da vida.

É necessário reconhecer que a perfeição não existe, e que ser absurdamente exigente consigo leva à frustração, pois paralisa a produtividade e a capacidade de ser criativo. Lembrar-se das consequências negativas causadas pelos impulsos em situações passadas permite que a pessoa aprenda a não tomar decisões apressadas, como resultado de sua frustração.

A tolerância à frustração é uma virtude que precisa de desenvolvimento e paciência. Não há mal que não venha para o bem, e apesar de certas situações causarem desconforto no presente, a satisfação de ter superado as dificuldades, a longo prazo, será infinita.

Adaptado de AMenteÉMaravilhosa00

Formada em Nutrição, divide o tempo de trabalho entre a clínica, alimentação escolar e fotografia! É mãe de um super herói, blogueira desde a adolescência, meio nerd, adora música, moda, séries e filmes.

1Pingbacks & Trackbacks on A importância de saber administrar a frustração em você e nos seus filhos

  1. […] A frustração é um sentimento de impotência, uma resposta emocional que emerge quando certos desejos e expectativas não podem ser cumpridos. Junto com a raiva, a frustração é uma das emoções humanas mais comuns. É preciso aprender e ensinar aos nossos filhos a administrá-la e, eventualmente, superá-la. Não poder resolver sentimentos de frustração pode causar desmotivação e abandono […] … … Ver artigo completo no Blog […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *