O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), instituiu o dia 21 de março como o Dia Mundial da Infância. A data levanta questões como a importância de nós, adultos, garantirmos uma ótima formação social, educacional e de valores para nossas crianças.

dia mundial da infancia

Diferentemente do famoso Dia das Crianças, que prioriza o aspecto comercial e estimula a cultura de compra e consumo de presentes, o Dia Mundial da Infância nos convida a refletir sobre as condições socioeconômicas e educacionais vividas pelas crianças ao redor do mundo.

Em tempos onde as brincadeiras infantis foram substituídas pelo videogames, computadores e tablets, tem-se esquecido da importância crucial da infância em nossa formação. Segundo Nair Calado, proprietária da Mr. Frog, Casa de Festas no Recreio dos Bandeirantes, a primeira fase de vida é fundamental para o desenvolvimento e tem impacto direto na situação social, psicológica e econômica da criança no futuro.

“Na infância a criança precisa ter acesso a direitos básicos, como a alimentação, educação, saúde e lazer. Cabe a nós, pais e professores orientar e guiar nossos pequenos para que se tornem adultos felizes e bem sucedidos”, afirma Nair.

O papel da escola

Durante o período que vai desde o nascimento até aproximadamente o décimo segundo ano de vida, é essencial o papel da escola e dos educadores, que devem ir muito além do dever de ensinar os conteúdos acumulados ao longo dos anos, mas no sentido de agregar valores para o resto da vida. Dados recentes divulgados pela ONU, dão conta de que cerca de 121 milhões de crianças e adolescentes do mundo todo estão fora das escolas.

Intitulado “Reparação da promessa quebrada de Educação para Todos: resultados da Iniciativa Global Crianças Fora da Escola”, o relatório mostra que houve pouco progresso na melhora desse cenário desde 2007, contrastando com a promessa da comunidade internacional de alcançar a Educação para Todos até 2015.

Ações como essa são essenciais para promover a reflexão da sociedade acerca da defesa dos direitos das crianças e adolescentes que tanto tem seus direitos esquecidos e violados.

Ao falamos sobre ou estarmos diante de uma criança, nunca deixaremos de enxergar nelas o futuro do nosso país e uma faísca de esperança. Por isso, nós precisamos propor esse tipo de reflexão todos os dias do ano, quem sabe assim retribuiremos àqueles que nos presenteiam todos os dias com os melhores e mais sinceros sorrisos.

Filho da Tania, estudante de Publicidade e Propaganda, ator e apaixonado por assuntos ligados à saúde e bem-estar. Divide seu tempo entre a faculdade, estágio e às publicações do blog.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *