Aécio hoje completa 11 meses e, como faço todo mês, troxe as explicações sobre essa fase

Segundo o boletim da revista Crescer:

Prontos para andar

Entre 11 e 14 meses, o bebê pode começar a dar os primeiros passos, momento no qual o alcance de suas descobertas parece infinito. Caminhar é uma conseqüência do aprimoramento das várias etapas do desenvolvimento infantil no primeiro ano de vida, provocado pelo amadurecimento do sistema neurológico. Por isso, o aprendizado se dá aos poucos. E é possível que somente aos 3 anos ele vá dominar a habilidade com segurança. Deixe seu filho à vontade para explorar a casa, que deve estar preparada para receber o aventureiro mirim. Guarde os enfeites mais perigosos, proteja as quinas, coloque proteção nas portas e grades nas escadas. Guarde baldes, retire produtos de limpeza de baixo da pia, local que será explorado incansavelmente.
Ao ficar em pé, a dimensão de mundo se amplia. Os olhos de um bebê que engatinha ficam a 22 centímetros do chão. Em pé, a distância aumenta para, no mínimo, 50 centímetros, ou a altura deles. Pequenas coisas são notadas porque estão a poucos centímetros do nariz do explorador. E observar isso pode ser muito divertido.
Quando estiver dentro de casa ou num ambiente seguro, deixe seu filho com os pés descalços. O contato direto da planta dos pés e dos dedinhos com o chão contribuem para a criança se sentir estável e equilibrada, além de fortalecer o músculo dos pés. Ela vai adorar!
Já ao sair de casa, dê preferência a um calçado que fique bem preso ao pé. Essa medida pode evitar tombos e tropeços. Procure ainda escolher sapatos flexíveis, como os tênis infantis, que não apertam os pezinhos da criança. Mesmo que no início ocorram alguns imprevistos, como pequenas quedas, recompense seu filho com demonstrações de afeto. Sua atitude o ajudará na construção da auto-estima, facilitando o aprendizado.

E segundo o Guia do Bebê:

O que um bebê de onze meses consegue fazer?
Aos 11 meses, a criança passa a maior parte do tempo em pé. Ela está ansiosa para andar e quer levantar quando está no cadeirão, na banheira, no meio do quarto. Se segurarmos eles pelas mãos, conseguem dar alguns passinhos. Engatinhando, já consegue até subir escadas. E alguns mais apressadinhos já dão os primeiros passinhos.
O bebê age intencionalmente, usando o raciocínio. Se seu brinquedo está escondido embaixo da coberta, ele levanta a coberta para pegá-lo.
Sua visão e percepção estão apuradas. Se passar uma borboleta ou passarinho por perto, ele olha o bichinho se movimentar. Quando vê um livro colorido, analisa com interesse as figuras, e olha atentamente para desenhos animados na televisão.
Quanto ao desenvolvimento da fala, consegue falar cerca de 5 palavras. Sua pronuncia ainda é bastante enrolada e muitas vezes só a mamãe mesmo para conseguir decifrar. Um fato engraçado é que eles repetem a mesma palavra dezenas de vezes seguidas: dá, dá, dá, dá, dá. O pequeno já entende que o som que pronunciam tem um significado. Quando diz “mamã” sabem que está pedindo carinho, comida, colo da mãe.
Consegue segurar sozinho a mamadeira e suas brincadeiras são mais coerentes. Não pega apenas o brinquedo para bater com ele no chão. Agora, ele já sabe como usá-lo: empurra o carrinho para frente e para trás, gira a direção, empilha os cubos.

Como estimular o bebê de onze meses?
Os brinquedos coloridos e leves, de várias texturas, estimulam os sentidos da visão, da audição e do tato. Deixe a criança experimentar bonecas de tecido e bichos de pelúcia feitos de materiais atóxicos, que são gostosos de tocar e abraçar.
O bebê de 11 meses começa a apreciar livros com ilustrações de objetos familiares como cachorrinhos, bolas, colheres.
Quando a criança engatinha ou anda, os brinquedos mais estimulantes e divertidos são os de empurrar e puxar, como um pequeno caminhão, e os brinquedos com peças grandes de montar e desmontar. Brinque com a criança de colocar e tirar objetos de uma caixa e veja como ele participa e se diverte.

Esse é o momento de estimular a fala. Toque cantigas de roda e cante para ela.

Mãe de Aécio e esposa de Renato, publicitária, especialista em Criação Visual e Multimídia, trabalha com marketing e comunicação e, além do Mãe do Ano, é responsável pelo Roteiro Baby JP, que divulga a programação infantil de João Pessoa, é presidente da Associação das Mulheres empreendedoras da Paraíba, tem uma banda de músicas infantis - a Catavento Colorido - e desenvolve atividades para crianças através da Colmeia Projetos Criativos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *